Ações contra o Aedes Aegypti serão realizadas neste fim de semana em São Luís

0
223

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) promoverá, nesta sexta-feira (06), a partir das 08h, no Centro de Ensino Barbosa de Godóis, no bairro do Monte Castelo, o Dia D de combate ao Aedes Aegypti na capital. Além de orientações sobre com evitar a proliferação do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, a pasta ofertará serviços como consultas, encaminhamentos para exames laboratoriais, orientações nutricionais e aplicações de vacinas.

Na programação, também estão previstas atividades culturais e promoção de oficinas de confecção de bonecos e origamis. A ação integra a Semana de Mobilização de Combate ao Aedes, iniciada no dia 2 de dezembro e reforça a política de saúde preventiva da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior.

Nesta sexta-feira (06) e sábado (07), das 8h ao meio-dia, também ocorrerão ações da operação “Bota Fora” da Semus, no Monte Castelo e adjacências, para eliminação de objetos com potencial de acumulação de água parada. A abertura oficial dos trabalhos do Dia D contará com apresentação da Banda de Música da Guarda Municipal de São Luís. Em um dos estandes montados na unidade escolar, estará disponível uma equipe da Vigilância Epidemiológica da Semus para dar explicações sobre o vírus da dengue (pertencente à família Flaviviridae, do gênero Flavivírus). No local, haverá amostras do mosquito e materiais com dicas sobre formas de prevenção.

Além da equipe, agentes de endemias também se dividirão durante a programação para visitar residências do Monte Castelo e adjacências. Em parceria com a Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), será disponibilizada durante as atividades uma equipe que oferecerá serviços de recadastramento em programas sociais e divulgará informações sobre o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Para o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, é preciso manter o controle do Aedes através destas e de outras iniciativas. “Especialmente com a proximidade das chuvas, a preocupação da gestão do prefeito Edivaldo é ainda maior. A administração municipal realiza periodicamente um trabalho preventivo para evitar a elevação dos casos destas doenças e, desta maneira, deixar a população ainda mais tranquila”, disse.

Ações – De acordo com o coordenador do Programa de Arboviroses de São Luís, Pedro Tavares, o trabalho preventivo é realizado com satisfação no ano de 2019. “Nossas ações são positivas ao longo do ano e o município encerrará a temporada com grande ação para iniciar com segurança o período chuvoso na cidade”, afirmou.

O planejamento para as ações começou no dia 12 do mês passado, com reunião estratégica na sede da Vigilância Epidemiológica, na Alemanha. Do dia 2 a 5 deste mês, foram realizadas ações nos sete distritos da capital maranhense (Vila Esperança, Centro, Tirirical, Coroadinho, Itaqui-Bacanga, Bequimão e Cohab), com reforço das visitas dos agentes de endemias às residências e a estabelecimentos comerciais em busca de focos de água parada e larvas do mosquito. Dados da Semus apontam que, em 2019 (de janeiro até o mês passado), foram registrados 1.255 casos de dengue, 273 de chikungunya e 233 casos de zika.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui