Alunos da rede estadual fazem simulado do Ideb com correção de provas via aplicativo Mira Aula

0
234

Na próxima terça-feira (13), 209.088 alunos do 1º e 2º anos do Ensino Médio de 759 escolas da rede estadual de ensino do Maranhão aplicarão o simulado Mais Ideb, que emula a prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) dos componentes curriculares de Português e Matemática. A ação, que oferecida gratuitamente, faz parte de parceria do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação (Seduc) e a startup Mira Educação.

O objetivo da iniciativa é obter indicadores que possam nortear a gestão educacional das escolas maranhenses, a fim de melhorar ainda mais a proficiência dos alunos e empoderar a comunidade escolar, utilizando tecnologia e informação de ponta.

Com o aplicativo Mira Aula, desenvolvido pela startup, os professores poderão corrigir as provas em tempo recorde com apenas alguns toques no celular. O app não demanda acesso à internet via Wi-Fi ou 3G para o funcionamento em sala de aula. Também não há consumo do pacote de dados dos professores. Está disponível para Android e iOs.

“A parceria com a Mira Educação é um grande passo para fomentarmos o uso da tecnologia como ferramenta pedagógica de apoio à correção de nossas avaliações. Também proporcionará a otimização da rotina dos professores e gestores”, destaca a secretária Adjunta de Ensino da Seduc Maranhão, Nádya Dutra.

Além da correção instantânea da prova, o aplicativo Mira Aula garante a obtenção de relatórios com resultados para professores, gestores escolares e Secretaria da Educação.“Nosso objetivo é sempre o de criar e oferecer ferramentas inteligentes que facilitem o dia a dia do docente com foco principal na melhoria da qualidade de ensino e na evolução do aprendizado dos estudantes”, afirma Rangel Barbosa, CEO da Mira Educação. A Mira Educação também foi responsável pela diagramação do cartão resposta dos alunos.

Mira Educação – Criada em 2016, é uma startup que tem como missão apoiar o combate à evasão e a melhoraria da proficiência dos alunos das escolas públicas. A empresa cria tecnologias educacionais para dar mais transparência e eficiência aos processos de aprendizagem e gestão escolar, empoderando gestores públicos e a comunidade escolar com soluções tecnológicas confiáveis e informações precisas. A startup já atuou em 425 mil avaliações diagnósticas de escolas públicas. Está presente em 30 redes de ensino nas cinco regiões do Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui