Alunos da rede estadual fazem simulado do Ideb com correção de provas via aplicativo Mira Aula

0
743

Na próxima terça-feira (13), 209.088 alunos do 1º e 2º anos do Ensino Médio de 759 escolas da rede estadual de ensino do Maranhão aplicarão o simulado Mais Ideb, que emula a prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) dos componentes curriculares de Português e Matemática. A ação, que oferecida gratuitamente, faz parte de parceria do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação (Seduc) e a startup Mira Educação.

O objetivo da iniciativa é obter indicadores que possam nortear a gestão educacional das escolas maranhenses, a fim de melhorar ainda mais a proficiência dos alunos e empoderar a comunidade escolar, utilizando tecnologia e informação de ponta.

Com o aplicativo Mira Aula, desenvolvido pela startup, os professores poderão corrigir as provas em tempo recorde com apenas alguns toques no celular. O app não demanda acesso à internet via Wi-Fi ou 3G para o funcionamento em sala de aula. Também não há consumo do pacote de dados dos professores. Está disponível para Android e iOs.

“A parceria com a Mira Educação é um grande passo para fomentarmos o uso da tecnologia como ferramenta pedagógica de apoio à correção de nossas avaliações. Também proporcionará a otimização da rotina dos professores e gestores”, destaca a secretária Adjunta de Ensino da Seduc Maranhão, Nádya Dutra.

Além da correção instantânea da prova, o aplicativo Mira Aula garante a obtenção de relatórios com resultados para professores, gestores escolares e Secretaria da Educação.“Nosso objetivo é sempre o de criar e oferecer ferramentas inteligentes que facilitem o dia a dia do docente com foco principal na melhoria da qualidade de ensino e na evolução do aprendizado dos estudantes”, afirma Rangel Barbosa, CEO da Mira Educação. A Mira Educação também foi responsável pela diagramação do cartão resposta dos alunos.

Mira Educação – Criada em 2016, é uma startup que tem como missão apoiar o combate à evasão e a melhoraria da proficiência dos alunos das escolas públicas. A empresa cria tecnologias educacionais para dar mais transparência e eficiência aos processos de aprendizagem e gestão escolar, empoderando gestores públicos e a comunidade escolar com soluções tecnológicas confiáveis e informações precisas. A startup já atuou em 425 mil avaliações diagnósticas de escolas públicas. Está presente em 30 redes de ensino nas cinco regiões do Brasil.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui