Alunos de escolas públicas tomam posse como jovens senadores

0
228

Vinte e sete estudantes que participam da 7ª edição do Projeto Jovem Senador tomam posse na terça-feira (28), às 11 h, em sessão especial no Plenário do Senado. Nenhum deles tem mais de 19 anos e todos são alunos do ensino médio de escolas públicas, cada um representando uma unidade da Federação.

Selecionados por meio de um concurso de redação, os estudantes vivenciarão durante uma semana o trabalho dos senadores em Brasília. Em 2017, o Projeto Jovem Senador recebeu quase 154 mil redações e contou com o apoio de mais de 10 mil professores. O tema da redação deste ano foi “Brasil plural: para falar de intolerância”. O projeto permite ao estudante atuar como um senador, representando seu estado, acompanhando as rotinas legislativas e até apresentando proposições.

Posse – Tradicionalmente, o primeiro colocado do concurso de redação faz a leitura do termo de posse como senador, lendo a seguinte frase: “Prometo guardar a Constituição federal e as leis do país, desempenhar fiel e lealmente o mandato de jovem senador”. Em seguida, ao ser citado, cada um dos demais jovens senadores também expressa seu compromisso, repetindo em voz alta: “Prometo”.

Reunião da comissão julgadora para selecionar as redações de estudantes de todo o país da 7ª edição do Projeto Jovem Senador

O primeiro lugar em 2017 ficou com a aluna Bruna Neri Cardoso Brandão, do Colégio Militar Dom Pedro II, de Brasília, conforme anunciou o presidente do Senado, Eunício Oliveira.

O passo seguinte no ritual de recepção dos estudantes é a eleição para a Mesa do Senado Jovem, por meio de cédula e voto secreto.

A cerimônia de posse dos jovens senadores será transmitida ao vivo pelo Facebook do Senado.

Propostas – Ao longo da semana, estão previstas várias atividades para os alunos, incluindo a discussão e votação de sugestões legislativas. Desde 2011, os participantes do projeto já apresentaram 45 sugestões de lei encaminhadas à análise da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), das quais 37 transformaram-se em projetos de lei.

O Projeto Jovem Senador é voltado para a educação política dos jovens, como parte da Política de Responsabilidade Social do Senado, e conta com a parceria do Ministério da Educação e do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed). Também apoiam a iniciativa as secretarias de Educação dos estados e do Distrito Federal. A lista completa de todos os alunos vencedores do Jovem Senador 2017 está no site do projeto.

(Agência Senado)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui