Alunos de rede pública municipal participam do Ópera para Todos do Colégio Dom Bosco

0
222

 No próximo dia 17, Alunos das escolas municipais Maria Alice Coutinho (Turu), José Sarney (Itapiracó) e Luiz Pinho (Divineia) sobem ao palco, dia 17, do Ginásio do Colégio Dom Bosco para mais uma edição do Projeto Ópera para Todos, que utiliza a proposta de alfabetizar crianças pela música erudita. Os ensaios para montagem do espetáculo seguem a todo vapor.

A partir desta quarta-feira (06), esses estudantes iniciam uma série de últimos ensaios técnicos visando o grande dia apresentação. Esses ensaios ocorrerão justamente no Ginásio do Colégio Dom Bosco para que as crianças se familiarizem com local do espetáculo. Ao todo, estão previstos cinco ensaios gerais: nos dias 6, 8, 11, 13 e 14 de novembro.

Em 2019, a ópera “Sansão e Dalila” foi a escolhida para ser trabalhada em sala de aula com alunos do ensino fundamental por meio da música, dança e teatro. Nessa iniciativa patrocinada pela Equatorial Maranhão e pelo governo do Estado por meio da Lei de Incentivo à Cultura, vale destacar que o processo de alfabetização vai além de apenas ensinar uma criança a saber as letras, juntar sílabas e formar palavras.

O projeto tem uma metodologia peculiar: por meio dos estudos de peças da música erudita, as crianças são alfabetizadas, produzem textos próprios com mais significado, ampliam suas visões de mundo e culminam seu aprendizado com a encenação da ópera estudada.

“O grande ganho do Projeto Ópera para Todos é trazer para as crianças um universo cultural que é interessante, emocionante, cheio de sentido e que serve de pano de fundo para a alfabetização. A coisa mais penosa durante o processo de alfabetização, é você aprender a ler e escrever com textos que não fazem sentido, textos compostos só para ensinar a escrever as sílabas, e isso desmotiva muito as crianças”, explicou a professora Ceres Murad, idealizadora e responsável pelo projeto.

A educadora reforça, ainda, que utilizar a arte no processo de aprendizagem tem um valor inestimável. “Quando você traz um universo cultural, uma história cheia de sentido e que transmite emoção pela música, pela dança e pelo teatro, a alfabetização flui e a qualidade do que as crianças escrevem no final é muito grande. A arte é um poderoso instrumento pedagógico para ensinar a pensar, ensinar a escrever e a ler”, concluiu.

Ópera para Todos – O Projeto Ópera para Todos é uma iniciativa pioneira no Brasil, que visa não só educar o público infantil para a apreciação de música erudita, como utiliza todo o potencial emocional dos grandes clássicos da cultura universal enquanto fator motivador da aprendizagem das crianças.

A ópera é, neste projeto, um instrumento para convidar as crianças a adentrarem no universo da arte, da leitura e da escrita. Enquanto recurso pedagógico, a ópera estimula as crianças das classes de alfabetização a vivenciarem sentimentos profundos, conduzidas por composições magistrais, que transmitem emoções por meio de acordes intensos e vibrantes, materializados na dramaticidade das cenas.

O projeto trabalha as diversas linguagens da ópera – música, dança, literatura, poesia e drama – para potencializar o processo da aprendizagem da leitura e escrita. Essa riqueza de estimulação emocional e intelectual se reflete na qualidade dos textos que as crianças produzem ao longo do projeto, ao mesmo tempo em que proporciona a ampliação do seu universo cultural e da sua visão de mundo.

Os produtos finais do projeto são um livro de reescrita narrativa do libreto e a encenação, em que as crianças tocam, dançam e representam a ópera. No Ópera para Todos, as crianças atuam não como simples espectadoras, mas como protagonistas dessas grandes obras da cultura universal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui