Aos 81 anos, morre o ex-presidente argentino Fernando de la Rua

0
563

O ex-presidente da Argentina, Fernando de la Rua, que estava hospedado em um centro médico na cidade de Buenos Aires, morreu nesta terça-feira (09), aos 81 anos, em resultado do agravamento de seus problemas de saúde.

O presidente argentino Mauricio Macri lamentou a morte do ex-presidente Fernando de la Rúa, que ocupou o posto de presidente no período de 1999 a 2001.

Disse Macri em um post no Twitter: “Lamento a morte do ex-presidente Fernando de la Rúa. Sua trajetória democrática merece o reconhecimento de todos os argentinos. Nós acompanhamos sua família neste momento.”

Agravamento – De la Rua foi internado no sanatório de Fleming, na cidade de Buenos Aires, num estado “extremamente grave”, devido ao agravamento de seus problemas de saúde, informou a Télam.

O ex-presidente de 81 anos sofria um agravamento de suas doenças coronárias e renais há vários meses.

Em janeiro passado, o ex-presidente passou quase um mês no sanatório Austral de Pilar, na província de Buenos Aires. Em 2018, ele foi submetido a uma angioplastia após um infarto. Antes disso, em 2016, foi submetido a um tumor de bexiga com resultados favoráveis.

De la Rúa – de origem radical (União Cívica Radical) – foi várias vezes senador nacional, chefe do governo de Buenos Aires e presidente do país pela coalizão da Aliança, de 1999 a 2001. O líder foi em 1996 o primeiro chefe de governo da Cidade Autônoma de Buenos Aires (CABA) eleito pelo voto popular.

De la Rua foi presidente da nação argentina de 10 de dezembro de 1999 a 21 de dezembro de 2001, quando renunciou em meio a convulsões sociais – em que houve cerca de trinta mortes em todo o país – devido à crise econômica e suas consequência.

(Agência Brasil com informações da Telám, agência oficial argentina)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui