Após protestos do EleNão, Bolsonaro cresce e aumenta diferença de dez pontos para Haddad

1
2058

Bolsonaro, que teve 27% na pesquisa anterior, cresceu 4 pontos

Em nova pesquisa do Ibope, divulgada nesta segunda-feira (1º) pela Rede Globo,  candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro ampliou para 10% a diferença para Fernando Haddad (PT). De acordo com os números, Bolsonaro tem agora 31% das intenções de voto contra 21% de Haddad.

Na comparação com a pesquisa de quarta passada (26) da semana passada, Bolsonaro, que teve 27%, cresceu 4 pontos, enquanto o petista manteve o mesmo índice.

Colocado em terceiro lugar, Ciro Gomes (PDT) caiu de 12% para 11%; Geraldo Alckmin (PSDB) ficou com os mesmos 8%;  Marina Silva (Rede) caiu de 6% para 4%. Pela margem de erro, Ciro e Alckmin estão tecnicamente empatados, assim como Alckmin e Marina.

Ainda segundo o Ibope, o percentual de votos brancos e nulos aumentou de 11% para 12%, enquanto os que não souberam ou não quiseram responder diminuiu de 7% para 5%.

Apesar de ainda liderar as intenções de votos, Bolsonaro, pelo Ibope, continua sendo o candidato mais rejeitado, já que 44% dizem que não votariam nele em hipótese alguma. O segundo mais rejeitado é Haddad, que teve seu índice elevado de 27% para 38%.

Segundo turno – O Ibope ainda fez simulações de cenários no 2º turno. Veja os números:

  • Na disputa entre Fernando Haddad e Jair Bolsonaro, ambos atingiriam 42% das intenções de voto. Nesse cenário, 14% dos votos seriam em branco e nulo; e 3% declaram não saber.
  • Na eventual disputa entre Ciro Gomes e Jair Bolsonaro, o ex-ministro teria 45% dos votos e o deputado teria 39%. Nesse cenário, votos brancos e nulos somam 13% e 3% declaram não saber.
  • Em um confronto entre Geraldo Alckmin e Jair Bolsonaro, o tucano teria 42% e o candidato do PSL, 39% – resultado considerado empate técnico na margem de erro. Nesse cenário, 14% dos votos seriam em branco e nulo; e 3% declaram não saber.
  • Se o 2º turno fosse entre Bolsonaro e Marina, o deputado teria 43% e a ex-ministra, 38%. Nesse cenário, 17% de votos seriam em branco e nulo; e 2% declaram não saber.

O Ibope ouviu 3.010 pessoas sábado (29) e domingo (30), ou seja, nos dias das manifestações do EleNão (organizada por simpatizantes de esquerdas) e o EleSim (coordenada por seus seguidores) em 208 municípios em todo o país. A pesquisa foi contratada pelo jornal O Estado de S. Paulo e pela TV Globo, e registrada no TSE com o número BR-08650/2018. O intervalo de confiança estimado para a pesquisa é de 95%.

(Com dados do UOL e Ibope)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

Comments are closed.