Após vexame contra Internacional, Fluminense enfrenta Defensor pela Sul-Americana

0
199

Na tarde desta quarta-feira (15), em Montevidéu (Uruguai), o Fluminense fez o reconhecimento do gramado no Estádio Luis Franzini, que será palco da partida contra o Defensor (URU), às 21h45 desta quinta-feira (16) pela Copa Sul-Americana. O time vem de uma derrota por 3 a 0 para o Internacional, pelo Campeonato Brasileiro, e espera voltar com um resultado positivo.

Por cerca de 15 minutos, atletas e comissão técnica conheceram o palco da partida. A proximidade do mar dá a certeza de que que além do frio desta época do ano em Montevidéu, o vento provavelmente será mais um adversário. As arquibancadas são todas de concreto, sem a modernidade das novas arenas, mas a proximidade com o campo passa a impressão de que o barulho da torcida deve ser mais um aliado do Defensor.

Depois de conhecerem o Estádio Luis Franzini, jogadores treinaram na Escola de Guerra Naval de Montevidéu

O último treinamento tricolor antes da partida, no entanto, não ocorreu no estádio do Defensor. Logo em seguida à passagem pelo Luis Franzini, os jogadores seguiram para a Escola de Guerra Naval, onde o técnico Marcelo Oliveira fez os ajustes necessários na equipe para esta partida decisiva. Depois de comandar uma atividade tática, o treinador colocou todos os atletas para treinar cobranças de pênalti.

No jogo de ida, no último dia 02, o Fluminense venceu por 2 a 0, no Maracanã, gols de Digão e Sornoza. Por isso, joga com a vantagem em Montevidéu. Vale lembrar que na Copa Sul-Americana tem o gol qualificado. Logo, se o Flu balançar a rede, obrigará automaticamente os uruguaios a vencerem por três gols de diferença para avançar. Se os donos da casa devolverem o placar do confronto no Rio de Janeiro, a decisão da vaga será nos pênaltis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui