Argentina é derrotada pela Croácia e depende de combinação de resultados para se classificar

0
432

A Argentina caiu diante da Croácia nesta quinta-feira (21) em Nizhny Novgorod. O placar foi contundente e incontestável, 3 a 0, gols de Rebic, Modric e Raktic. Com futebol pobre e desorganizado, a Argentina mostrou porque se classificou para a Copa do Mundo no sufoco. Pouco produziu na parte ofensiva e foi refém de um sistema de defesa frágil. Do outro lado, a Croácia garantiu vaga para as oitavas de final do torneio.

O apagão não foi por falta de apoio. A torcida argentina lotou o estádio e deu um clima de La Bombonera – estádio do Boca Juniors – à arena russa. Mas o time não ajudou em campo. Em nenhum momento mostrou domínio da partida e, pouco a pouco, a dura realidade ficou escancarada: Messi, camisa 10 e um dos melhores jogadores do mundo, não fez a menor diferença.

Para ter alguma chance de se classificar, ainda que em segundo lugar, para as oitavas de final, a Argentina precisa torcer para uma combinação de resultados. O primeiro desejo é para que a Islândia perca pontos para a Nigéria nesta sexta (22). Caso os vikings vençam os africanos, os hermanos vão precisar ganhar dos nigerianos por muitos gols na última rodada e esperar que a Croácia vença a Islândia.

Copa 2018: Argentina e Croácia. Comemoração do primeiro gol da Croácia.

Gols – Aos 8 minutos do segundo tempo, o primeiro gol croata saiu. E foi graças a um erro maiúsculo do goleiro argentino Caballero. Mercado recuou a bola para o goleiro, que devolveu uma bola alta e curta demais. No meio do caminho estava Rebic, que emendou um belo voleio e abriu o placar. Foi a primeira boa jogada de Rebic com a bola nos pés. Até então, o camisa 18 da Croácia estava apenas fazendo faltas no ataque e discutindo com os adversários.

O gol desmontou o pouco ânimo argentino no jogo. E, aos 35 minutos, veio a pá de cal nas esperanças albicelestes. Modric tabelou na frente da área, cortou para um lado, para o outro e, de fora da área, deu um chute perfeito no canto de Caballero.

Ainda houve tempo para um terceiro gol. Em contra-ataque, o ataque croata tabelou dentro da área argentina com extrema tranquilidade. Raktic recebeu na frente de Caballero e tocou no canto. Vitória merecida de um lado e derrota sofrida de outro. Só resta tocar um tango argentino.

(Agência Brasil)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui