Assembleia Legislativa presta homenagem à Associação Comercial pelos seus 165 anos

0
154

Por proposição do deputado Adriano Sarney (PV), a Assembleia Legislativa do Maranhão realizou, na manhã desta sexta-feira (23), sessão solene em homenagem aos 165 Anos da Associação Comercial do Maranhão (ACM). O evento integra a programação da entidade, iniciada dia 14, com a realização de um painel com o tema “Desafios e Oportunidades das Entidades de Representação Empresarial”.

Nesta quarta-feira (21), a entidade realizou a plenária magna, oportunidade em que foram homenageados sete ex-presidentes – Roberto Albuquerque, Carlos Gaspar, Afonso Manoel, Júlio Noronha, José Ribamar Belo, Haroldo Cavalcanti Júnior e Luzia Rezende  – pelas contribuições dadas para o seu fortalecimento.

Também foi homenageada a empresa Harms, fundada por  Ernest Pflueger, pelos seus cinquenta anos de atividade ininterrupta. Segundo o presidente da entidade, Felipe Mussalem, as homenagens se justificam porque “devemos sempre olhar para o futuro tendo o passado como exemplo”. Leia Conversa Franca.

Reconhecimento – O deputado Adriano presidiu a sessão. Segundo ele, com essa homenagem, a Assembleia demonstra o respeito e o reconhecimento à mais antiga entidade empresarial do Maranhão. “A ACM é uma entidade atuante e que, realmente, representa seus associados. Existe de forma apartidária e atua em defesa dos interesses dos segmentos que representa. Um dos exemplos de sua atuação é a obra de recuperação da Rua Grande, que não teria acontecido não fosse a intervenção desta entidade”, destacou.

O deputado Wendell Lages disse que a ACM é merecedora da homenagem prestada pela Assembleia, uma vez que, ao longo do tempo, tem dado uma contribuição inestimável para o desenvolvimento econômico e social do estado do Maranhão, com a geração de emprego e renda.

A deputado Helena Duailibe, casada com o ex-presidente Afonso Manoel, também fez questão de enfatizar a relevância da homenagem prestada à Associação Comercial do Maranhão.

“O que mais me impressiona nesses homens e mulheres de bem, que fazem a ACM, é a vontade de contribuir com o desenvolvimento do nosso estado. Esse legado é muito forte em todos os presidentes que por lá passaram. Esta Casa precisa se integrar com a ACM”, enfatizou Helena.

Depoimentos – O secretário municipal de Relações Parlamentares de São Luís, Nonato Chocolate, a ACM “é uma entidade de fundamental importância para o desenvolvimento do Estado do Maranhão que, ao longo do tempo, vem dando uma contribuição relevante para a geração de emprego e renda em nossa cidade e estado”, pontuou.

“É uma satisfação poder presenciar esse momento. A homenagem que a Assembleia presta a ACM é o reconhecimento de todo esse trabalho e compromisso do setor produtivo, representado pela ACM, para com o desenvolvimento do Estado do Maranhão”, afirmou Socorro Noronha, presidente da Federação dos Lojistas (FCDL).

“Dizemos que a Associação Comercial é a mãe de todas as entidades. Ela congrega o comércio, a hotelaria, a construção civil, etc. Todas as vertentes empresariais estão dentro da ACM, que tem debatido temas importantes e tem se sustentando e se renovado ao longo desses 165 anos. Seu compromisso de estar ao lado e na defesa dos comerciantes e empresários do Maranhão se renova a cada dia”, declarou o presidente do Sindicato da Indústrias de Construção Civil (Sinduscom), Fábio Nahuz.

Para o empresário Roberto Albuquerque, que presidiu a ACM no período de 1986 a 1990, é de fundamental importância se comemorar os 165 anos dessa entidade. “A ACM tem um papel relevante no desenvolvimento sócio econômico do Maranhão. A própria história do comércio do Maranhão se confunde com a história da ACM. Ela tem o papel importante de auxiliar os governos, no âmbito municipal e estadual, reconhecido por um decreto federal, como órgão consultivo. Louvo a Assembleia por essa iniciativa que se traduz no reconhecimento da classe empresarial maranhense”, destacou.

Agradecimentos – O presidente da Associação Comercial, Felipe Mussalém, “são muitos os laços que unem a Associação Comercial a esta Casa. Foi esta Casa que concedeu o título de utilidade pública estadual à ACM. Esse reconhecimento decorre do papel que a ACM vem ocupando ao longo desses anos, legado que estamos empenhados em manter vivo”.

Segundo Mussalém, a ACM chega aos 165 anos “com muito vigor, mais revigorada do que nunca e certos da nossa pregação na sociedade, de sermos uma competência de diálogo permanente entre o setor produtivo e os interesses do povo do Maranhão”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui