Reajuste das passagens de ônibus aumenta 15% despesas das empresas com o Vale Transporte

1
385
O vale-transporte é um benefício em que o empregador antecipa para que o trabalhador se desloque de sua residência para o local de trabalho, e vice-versa (Imagem EPD)

AQUILES EMIR

Com a entrada em vigor neste domingo (16) das novas tarifas no transporte coletivo de São Luís, o aumento do custo do trabalhador nas empresas será, em média, de 15%, enquanto para o trabalhador a despesa com locomoção ficará mantida em 4,8%. Pelo reajuste, as passagens que custavam R$ 2,95 passaram para R$ 3,20 (linhas diretas), enquanto as do Sistema de Integração, passaram de R$ 3,40 para R$ 3,70.

Como o deslocamento do empregado de casa para o trabalho e vice-versa é mantido pelo Vale Transporte, isto significa dizer que uma empresa que até este sábado (15) vinha destinando, já com o desconto de 6% do trabalhador remunerado pelo mínimo, R$ 90,7 mensalmente por dois tickets diários, passará a gastar R$ 104,7, isto pela tarifa menor, mas pela maior o aumento é de R$ 114,1 para R$ 129,7.

Vale ressaltar que se a empresa não fornecer almoço ao empregado, terá de pagar a ele quatro passagens diariamente, e isto significa dizer que a despesa, já com o desconto do trabalhador, terá esse custo aumentado de R$ 244,1 para R$ 270,1 pela tarifa menor, ou de 290,9 para R$ 322,1, pelo ticket do Sistema Integração.

Pela regras do Vale Transporte, o empregador pode descontar até 6% do salário do seu empregado, daí porque ele se torna desinteressante para os salários maiores. Quem tinha até 31 de dezembro de 2019 desconto de R$ 59,8 em seu salário passou a descontar, a partir de janeiro, R$ 62,7, ou seja, um aumento de 4,8%, com a vantagem de que, mesmo com o reajuste das passagens, não haverá aumento no seu desconto.

Resultado de imagem para catraca de onibus

O trabalhador pode receber o valor de suas passagens tanto pelo cartão de recarga quanto em espécie, no início do mês. De acordo com a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), as recargas feitas até antes do aumento valem até 13 de março, enquanto o trabalhadores que já receberam o valor correspondente ao seu deslocamento mensal terão a diferença creditada no início de março, segundo explicação do contador Thiago Alexandre.

Vale ressaltar que esse valor é calculado todos os meses, com base nos dias a serem trabalhados, que podem variar dependendo da quantidade de feriados, dias extras etc.

Segue abaixo nota da SMTT sobre o reajuste nas passagens:

NOTA SMTT – Reajuste tarifário

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), considerando a necessidade de manutenção do equilíbrio do sistema que opera o serviço de transporte coletivo de São Luís, informa que os valores das tarifas de ônibus do transporte urbano da capital vão ser reajustados a partir de 0h deste domingo, dia 16 de fevereiro.

Com o reajuste, o valor da tarifa nas linhas não integradas passa de R$ 2,95 para R$ 3,20, enquanto nas linhas integradas passa de R$ 3,40 para R$ 3,70.

A SMTT informa que as recargas realizadas antes do reajuste tarifário nos Cartões Estudantis, de Vale Transporte e do Bilhete Único terão validade até 16/03/2020.

O Sistema de Transporte Urbano da capital é composto por 174 linhas, sendo 149 integradas e 25 não integradas, que atendem cerca de 550 mil usuários/dia.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui