Banco da Amazônia vai patrocinar dez projetos culturais, sociais e de negócios no Maranhão

0
596

O Banco da Amazônia vai financiar, por meio dos Editais Públicos de Patrocínios, em 2019, 112 projetos sociais, culturais, esportivos, ambientais e eventos de negócios, nos estados da Amazônia Legal, sua área de abrangência, totalizando um desembolso de R$ 2,55 milhões. Deste total, dez projetos são do Maranhão.

De acordo com o Secretário Executivo do Banco, Alcir Erse, está contido o apoio financeiro à cultura por meio da Chamada Pública para a Lei Rouanet, que é de R$ 700 mil e, ainda, o quanto é destinado através do Edital de Pautas do seu Espaço Cultural que é de R$ 75 mil.

Ao todo, o Banco recebeu 751 projetos, sendo que o maior número foi do Pará, onde foram protocolados 332 pedidos. O segundo colocado em inscrições foi o Amazonas, com 107 projetos.

De acordo com o coordenador de Patrocínios do Banco, Ewerton Alencar, a análise dos projetos inscritos levou em conta se o projeto apresentou compatibilidade entre as despesas e atividades necessárias à execução do projeto, ações inovadoras para a comunidade amazônica, melhores práticas de sustentabilidade e socioambientais e se estava em acordo com o Edital divulgado.

“Os projetos foram apresentados conforme os critérios dos Editais e avaliados por uma equipe técnica de comunicação do Banco. Agora, haverá a fase de homologação dos projetos, onde os selecionados deverão apresentar todas as suas documentações de acordo com o exigido no Edital”, informou o coordenador.

Os projetos para a realização de feiras e exposições têm suas ações alinhadas com o incentivo ao desenvolvimento do agronegócio regional, ao turismo, ao micro empreendedor individual, à indústria e a micro e pequenas empresas.

Os projetos culturais, incentivados ou não por Lei Municipal, são voltados para Literatura, Eventos Culturais, Música, Audiovisual e Artes Cênicas. Já os de cunho esportivo incentivam modalidades olímpicas e paralímpicas, os da área ambiental ou de cunho educativo são sobre sustentabilidade ambiental e os da área social se propõem a ações de promoção à inclusão.

A Chamada Pública para a Lei Rouanet 2019 é voltada à seleção de projetos culturais incentivados pela lei federal, com objetivo em contribuir para a melhoria do acesso à cultura regional. Neste edital, o Banco da Amazônia contempla projetos de artes cênicas (teatro, dança, performance, ópera e circo), cinema (mostras e festivais) e música, sendo priorizados àqueles que apresentarem diversidade temática, multiplicidade de linguagens e, principalmente, qualidade artística.

O Edital de Pautas do Espaço Cultural, também denominado “Prêmio Banco da Amazônia de Artes Visuais” destina-se à seleção de projetos para serem expostos na galeria da Instituição, localizado em Belém. O Espaço Cultural completará 17 anos de existência em 2019 e é reconhecido pela classe artística regional e nacional como apoiador de projetos de artistas consagrados, mas também como formador de novas expressões regionais que tem sua arte admirada e reconhecida.

Os selecionados foram Maria Madalena Pinho com a mostra “Paisagens da Memória – Trajetórias de um olhar”, o qual  terá fotografias de Geraldo Ramos; Elaine Arruda, com a exposição Mastarel; e Marcelo Silva, com o projeto “Chamando os ventos: Por uma cartografia dos Assobios”.

A relação dos projetos aprovados para o Maranhão:

  • Sesi Bonecos do Maranhão (Serviço Social da Indústria – São Luís)
  • Agricultura Sustentável na Era Digital – Agrobalsas 2019 (Fundação de Amparo à Pesquisa do Corredor de Exportação Norte – Fapcen – Balsas)
  • 51ª Exposição Agropecuária de Imperatriz – Expoimp (Sindicato Rural de Imperatriz
  • 14ª Agrofeira de Bacabal (Sindicato Rural de Bacabal)
  • 19ª Feira do Comércio e Indústria de Imperatriz – Fecoimp (Associação Comercial e Industrial de Imperatriz – ACII – Imperatriz)
  • 22ª Exposição Agropecuária de Colinas (Expocolinas – Colinas)
  • Raiz da Chanana (Instituto de Estudos Sociais e Terapias Integrativas – São Luís)
  • Maria Firmina dos Reis Uma Voz Além do Tempo (Núcleo Atmosfera de Dança – São Luís)
  • Mais Verde Sustentável (Associação de Moradores da Cidade Operária – São Luís)
  • Renda Cidadã (Associação de Mães e Agricultores Familiares de Pindoba – Paço do Lumiar)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui