É possível encontrar descontos para universidades e faculdades na Black Friday

0
258

Black Week do Educa é prorrogada até segunda-feira

Apesar da venda de produtos e serviços terem maior presença Black Friday, muita gente gostou de uma novidade:  a possibilidade de estudar pagando pouco por meio da Black Week do Educa Mais Brasil. É a primeira vez que o maior programa de incentivo educacional do país participou da campanha de descontos.

A Black Week do Educa teve início no último dia 25. A novidade contempla as novas contratações para as modalidades de ensino básico, superior e técnico. Até segunda-feira (2), será possível conseguir bolsas com desconto de até 70% e começar a estudar pagando o valor fixo de R$100 na pré-matrícula.

Para conseguir uma bolsa de estudo de até 70% em cursos da educação básica, do ensino superior e técnico. Basta acessar o site da campanha e escolher o seu curso.

A diretora de Expansão e Relacionamento do Educa Mais Brasil, Andreia Torres, ressalta a grande importância de descontos para motivar o sistema educacional do país “Mais e mais pessoas precisam da educação para transformar suas vidas para melhor. Este período é uma oportunidade para quem deseja estudar em uma instituição de ensino de qualidade a preços mais acessíveis”, considera.

A filha da Louise Priscila já é uma das contempladas com a Black WeeK, e vai conseguir estudar pela primeira vez em um colégio particular. Ela soube da Black Week do Educa Mais Brasil por meio de uma cliente que também garantiu uma bolsa de estudo. “Minha filha, de 15 anos, gosta de esporte e eu consegui, para ela, a bolsa de desconto de 50% em um colégio muito bom e que oferece aulas de vôlei. Minha filha, quando soube, até chorou de alegria. Já recomendei o Educa para várias pessoas”, conta a mãe.

Por meio também de uma indicação, Jovson de Lima ficou sabendo da oportunidade de conseguir bolsa de estudo para a filha cursar Farmácia. “Um primo conseguiu bolsa de estudo pelo Educa e recomendou. Graças a essa oportunidade, minha filha vai poder cursar uma faculdade. Se não fosse assim, ela não teria como iniciar a graduação”, comemora.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui