Jair Bolsonaro aguardado para abertura da Agrobalsas, dia 20 de maio, na cidade Balsas

1
1874

AQUILES EMIR

O presidente Jair Bolsonaro deverá fazer, este mês, sua primeira visita ao Maranhão desde a posse em 1º de janeiro. Ele é um dos convidados da Fundação de Amparo à Pesquisa no Corredor de Exportação Norte (Fapcen) para a Agrobalsas 2019, que será realizada de 20 a 24 de maio, na cidade de Balsas (região Sul do Estado). O seu nome consta na programação de abertura.

O evento, considerado um dos maiores do setor do agronegócio no país, tem como tema este ano Valorização Territorial no Matopi (Maranhão, Tocantins e Piauí). Ao longo dos quatro dias, serão debatidos diversos temas relacionados à produção rural, novas tecnologias, preservação ambiental, novas descobertas científicas no setor primário e outros temas.

Além de Bolsonaro, são convidados para a solenidade de abertura, dia 20, o vice-presidente Hamilton Morão e a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina (foto).

Já confirmaram presenças, o vice-governador Carlos Brandão, que vai representar o governador Flávio Dino; o prefeito de Balsas, Erick Augusto; o presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Ted Lago, e outros.

Convite – A presença de Bolsonaro ainda não foi confirmada pela Presidência da República, porém como ainda não comunicou declínio do convite, a expectativa entre os organizadores do evento é de que participe da solenidade de abertura da exposição, pois seria uma excelente oportunidade de anunciar medidas voltadas para o setor agropecuário, a exemplo do que fez esta semana, na Agrishow, em São Paulo, e de estreitar contatos com lideranças ruralistas dos quatro estados que formam uma das mais importantes fronteiras agrícolas do país: Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, que formam o Matopiba.

Caso marque presença, Bolsonaro deverá ouvir das lideranças rurais diversas reivindicações, como a construção de um aeroporto na cidade, melhoria das rodovias que intgram o Anel da Soja, por onde é feito o escoamento da produção agrícola (uma antiga promessa do Governo do Estado) e outros estímulos à produção rural.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui