Bolsonaro se desculpa por vídeo dos leões com as hienas, mas sai em defesa do seu filho Carlos

0
287
Vereador Carlos Bolsonaro é apontado como autor do polêmico vídeo

Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, nesta terça-feira (29), na Arábia Saudita, onde cumpre missão oficial, o presidente Jair Bolsonaro pediu desculpas, “a quem por ventura ficou ofendido”, pela veiculação de um vídeo publicado, nesta segunda-feira (28), em sua conta oficial no Twitter, no qual hienas tentam devorar um leão e este é socorrido por outro felino, o “Conservador Patriota”. As hienas traziam em suas cabeças logomarcas de partidos políticos, veículos de comunicação, OAB, ONU e do Supremo Tribunal Federal.

A divulgação do vídeo teve ampla repercussão negativa, e o presidente não quis dizer de quem foi a ideia, dizendo apenas que a responsabilidade final acaba sendo sua. Minutos após a postagem, a produção foi tirada do ar, sem explicações.

“Me desculpo publicamente ao STF, a quem por ventura ficou ofendido. Foi uma injustiça, sim, corrigimos e vamos publicar uma matéria que leva para esse lado das desculpas. Erramos e haverá retratação”, disse Bolsonaro a o Estadão.

Quando indagado se o seu filho Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), que é vereador pelo Rio de Janeiro e suposto autor da publicação, tem acesso frequente às suas contas nas redes sociais, ele desconversou.

“Não se pode culpar o Carlos. A responsabilidade final é minha. O Carlos foi um dos grandes responsáveis pela minha eleição e é comum qualquer coisa errada em mídias sociais culpá-lo diretamente. A responsabilidade é minha, tem mais gente que tem a senha e não sei por que passou despercebido essa matéria aí”, disse o presidente.

Sobre esse vídeo, o ministro do STF Celso de Mello escreveu que “o atrevimento presidencial parece não encontrar limites” e destacou que o presidente da República “não é um monarca presidencial, como se o nosso país absurdamente fosse uma selva na qual o leão imperasse com poderes absolutos e ilimitados”.

A ex-líder do Governo no Congresso Nacional, Joice Hasselmann (PSL), também criticou a postagem. “Quando um político (ou uma família de políticos) posta um vídeo comparando o PSL – maior partido da base e que mais ajudou o governo – a uma hiena, significa dizer que ele está dispensando os votos e ajuda do partido? Deus limitou só a inteligência. A burrice é ilimitada”, escreveu a deputada federal.

(Com informações da Veja e do Estadão)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui