Braide aguarda adesão de partido que lhe garanta ir aos debates

0
524

AQUILES EMIR

Sempre dando à imprensa local respostas imprecisas sobre sua participação ou não na disputa pelo Governo do Estado, o deputado estadual Eduardo Braide (PMN) decidiu dar uma resposta mais clara sobre o assunto à revista Época. Consultado pelo jornalista Murilo Ramos, da Coluna Expresso, sobre do que depende para tomar uma posição, ele disse que aguarda a coligação de um partido que lhe garanta participar dos debates no rádio e na TV.

Filiado ao PMN, Braide teria até agora o apoio apenas do Avante, presidido no estado pelo prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo. A grande expectativa seria receber a adesão de uma legenda com no mínimo cinco deputados federais, o que lhe daria um melhor tempo de propaganda gratuita e vaga nos debates com os demais concorrentes.

Na última quinta-feira (05), ouvido por Maranhão Hoje, um deputado estadual que pediu reserva para evitar insinuações de que estaria interferindo em assuntos internos de outro partido, disse que Eduardo Braide demorou muito para deixar clara sua intenção de disputar a sucessão de Flávio Dino (PCdoB) e isto fez com que os dirigentes de outras legendas ficassem em dúvidas, ao contrário de outros pré-candidatos, que estão juntando mais aliados. “Hoje todos os times estão praticamente escalados, faltando apenas começar o jogo”, disse.

Para ter um partido com o perfil desejado, Braide vai depender de uma negociação em nível de direção nacional, pois no estado todos estão praticamente definidos. A grande esperança dele seria a filiação do deputado federal José Reinaldo, o maior defensor de sua candidatura, ao DEM, mas como o partido não deu garantias de que pode autorizar um rompimento com Flávio Dino, Reinaldo pulou para o PSDB, que tem como pré-candidato ao governo o senador Roberto Rocha, com o qual não vem se afinando muito bem. Zé Reinaldo pretendia levar os democratas para o palanque de Braide.

Se essa é a dependência, Braide tem todo o mês de julho para resolver seu problema. Caso contrário, terá de disputar uma vaga na Câmara Federal, onde suas chances são bem maiores. Há quem diga que para este cargo se elegeria sem precisar coligar o PMN com outro partido.

Leia nota da Coluna Expresso:

O deputado estadual Eduardo Braide (PMN) avalia se candidatar ao governo do Maranhão e desafiar o governador Flávio Dino (PCdoB) e a ex-governadora Roseana Sarney (MDB). Braide disse a EXPRESSSO que sua participação nas eleições depende de o seu partido conseguir o apoio de uma legenda que reúna cinco deputados federais. Só assim ele será convidado a participar de debates.

Em 2016, quando concorreu à prefeitura de São Luís, o deputado foi ao 2º turno sem nenhuma coligação”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui