Cai a intenção de consumo de presentes para o Dia das Mães em São Luís

0
347

A pesquisa de intenção de consumo para o Dia das Mães 2018 em São Luís, realizada pela Federação do Comércio (Fecomércio), revela que 71,1% dos consumidores pretendem ir às compras motivadas pela data, o que representa um recuo de 11,0% em relação a 2017. A pesquisa aponta, no entanto, que não houve aumento expressivo entre os consumidores convictos de que não irão às compras, que avançou apenas 3,3 pontos percentuais.

O que mais pesou para esse indicador negativo foi o crescimento de consumidores indecisos com relação à compra, que acelerou 5,5 pontos percentuais, revelando uma possibilidade de aumento do nível positivo de consumo. Dessa forma, o índice de intenção de consumo permanece em nível favorável para o comércio, uma vez que pelo menos 7 em cada 10 consumidores confirmaram o interesse de comprar presentes nesse período.

Para o presidente da Federação do Comércio, José Arteiro da Silva, o Dia das Mães é uma data importante para acelerar as vendas no comércio e gerar uma perspectiva positiva de implementação de investimentos que sustente o desenvolvimento do mercado de trabalho e a produção da renda ao longo do ano. “O nosso estudo demonstra dados positivos, como o aumento da intenção de comprar mais de um produto para presentear e a elevação na intenção de gastos em relação ao ano passado. É essencial que o empresário do comércio tenha confiança e esteja preparado para esse período que deve superar as expectativas e aquecer as vendas na capital”, destacou.

O levantamento aponta uma queda de 55,0% nas intenções de compras no Centro Comercial e Rua Grande em relação ao ano passado. “As obras de requalificação da infraestrutura da principal via de comércio da capital têm gerado dificuldade para o trânsito dos consumidores na área, especialmente os que dependem do transporte público, o que gerou uma migração, pelo menos temporária, desses consumidores para outras áreas de comércio”, explicou José Arteiro.

Com isso, as galerias comerciais e lojas de bairro (44,7%) destacaram-se no levantamento deste ano, recebendo parte considerável desse público que optava pelas compras na Rua Grande. As lojas de Shopping Center (40,1%) mantiveram praticamente o mesmo nível de intenção de consumo registrado em 2017, alcançando o segundo lugar na pesquisa. Na composição do nível de renda dos consumidores, as galerias comerciais e lojas de bairro destacam-se entre aqueles com renda inferior a 3 salários mínimos (48,0%), enquanto os Shoppings têm preferência mais relevante entre as pessoas com renda de 3 a 6 salários mínimos (52,5%) e renda superior a 6 salários mínimos (79,3%).

Consumo – O levantamento calcula elevações nas intenções de gastos do consumidor este ano na comparação com 2017, equivalente a 22,3% no valor da compra individual de cada item e de 36,3% no valor total das compras para a data, incluindo os gastos com a comemoração.Com isso, desenha-se um cenário em que o consumidor está destacadamente mais propenso aos gastos, resultado de um longo período de recuperação gradativa da confiança quanto à melhoria da renda após o fim da recessão econômica, especialmente entre as famílias com renda mais elevada.

O valor médio do presente pretendido pelo consumidor para o Dia das Mães 2018 foi calculado em 159 reais, enquanto o valor médio total das compras para a data, incluindo quem deseja comprar mais de um presente e quem deseja gastar com as comemorações, ficou em 244 reais.

Em linhas gerais, esse aumento de confiança apresentou um impacto mais relevante entre os consumidores com renda familiar mensal superior a 6 salários mínimos, principais responsáveis pelo crescimento das médias de gastos para o período. Nesse público, o valor médio do presente dobrou (+100%) e o valor geral da compra cresceu +81%.

Em relação aos produtos preferidos, artigos de perfumaria tiveram aceleração de 50,5% sobre a intenção de consumo registrada em 2017, assumindo neste ano a preferência principal dos consumidores. Os itens de vestuários mantiveram-se no mesmo percentual de intenção de consumo do ano passado, assim como os sapatos e bolsas, que completam a trinca de produtos mais procurados tradicionalmente nesse período.

Entre os consumidores que afirmaram que irão presentear nesse dia, o estudo revelou que 38% das pessoas deverão comprar dois ou mais produtos. No ano passado esse índice era de apenas 27,1%. Com isso, o nível de consumidores dispostos a comprar apenas um produto para o Dia das Mães em 2018 recuou 14,9%, demonstrando a capacidade de elevação do volume de vendas para este ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui