Carille e Fernando Diniz fazem planos para Corinthians e São Paulo ficarem entre os primeiros

0
52

O Corinthians perdeu de virada para o Cruzeiro, por 2 a 1, no último sábado (19), na Arena Corinthians, em partida válida pela 27ª rodada do Brasileirão e viu o rival São Paulo assumir a sua vaga no G4. Há cinco partidas sem vencer, Carille confia na recuperação corintiana para permanecer entre os mais bem colocados.

“Como técnico é sim (a primeira crise), mas em 11 anos de Corinthians não. Já vi tudo. Os oito anos como auxiliar foram uma faculdade. Faz a gente trabalhar mais ainda, rever algumas coisas, dar apoio ao grupo. Sei que trabalho muito, meu grupo trabalha demais e mesmo com tantas dificuldades, ainda estamos na parte de cima. Se melhorar, vamos continuar em cima e conseguir nosso objetivo”, analisou Carille.

Sem vencer há cinco rodadas, o Corinthians perdeu a sua vaga no G4 para o rival São Paulo. O treinador falou a respeito de possíveis mudanças para reta final de Brasileirão. “Mudanças não são só em uma semana de trabalho, são cinco dias agora, não tem muita coisa a ser feita. Temos de conversar internamente para ver se é o momento de fazer isso”, completou o técnico.

Com 44 pontos, o Corinthians ocupa a quinta colocação na tabela. O próximo confronto da equipe de Itaquera será contra o Santos, no próximo sábado, às 17h, na Arena Corinthians.

São Paulo – O São Paulo venceu o Avaí por 1 a 0, no último domingo (20), no Estádio do Morumbi, pela 27ª rodada do Brasileirão. O técnico Fernando Diniz destacou o volume apresentado na vitória que colocou o Tricolor no G4, mas pede mais efetividade nas conclusões das jogadas.

“O problema foi concluir em gol, tivemos muitas chances reais, o melhor jogador do Avaí foi Vladimir. A criação ofensiva me agradou, faltou efetividade. O desempenho me agradou em parte do jogo, só nos 15 minutos finais que cometemos um erro que não se pode, que é achar que o adversário não poderia empatar”, analisou Diniz.

O treinador também explicou sobre o sistema tático implementado. “Tivemos chances na cara do goleiro. Poderia ter ajudado, ter um jogador de área, mas no sistema que trabalhamos não acho que seja uma necessidade”, completou.

Por fim, o comandante elogiou a entada do meia Igor Gomes. “Ele está crescendo cada vez mais, não o considero reserva, considero como um dos nossos jogadores titulares. Aos poucos, ele vai ganhando cada vez mais espaço e ganhando força no time”, afirmou.

O São Paulo volta a campo no próximo domingo (27), contra o Atlético-MG, às 16h, novamente no Morumbi, em São Paulo, pela 28ª rodada do Brasileirão.

(FPF)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui