Carlos Brandão representa Maranhão no Fórum Sergipano de Petróleo e Gás

0
156

O vice-governador Carlos Brandão participou, nesta segunda-feira (09), do Fórum Sergipano de Petróleo e Gás, promovido pela Golar Power (joint-venture entre a norueguesa Golar LNG e o fundo norte-americano Stonepeak), que ocorreu na cidade de Aracaju (SE).

Dentre as novidades, o encontro objetivou apresentar aos investidores e interessados neste grande setor as potencialidades do primeiro terminal privado de GNL do Brasil, a contratação da também inédita operação de interiorização de GNL do Nordeste e debater o planejamento dos primeiros corredores azuis do País e de toda a cadeia integrada de abastecimento.

O convite – A Golar Power já atua no cenário de óleo e gás, em Sergipe, e é uma das principais empresas de logística de gás natural liquefeito (GNL) no mundo. No Brasil, dedica-se a projetos integrados de terminais de regaseificação de gás natural liquefeito e à geração de energia desde 2005. É a única a operar com o GNL em três segmentos: upstream (exploração, produção e liquefação), midstream (transporte) e downstream (liquefação, transporte, regaseificação e fornecimento aos clientes).

Durante a Missão Europa, realizada em novembro passado, com a participação dos nove estados do Nordeste na França, Itália e Alemanha, o Estado do Sergipe sinalizou para uma oferta de gás natural associada à produção offshore de petróleo, cujos volumes são estimados em mais de quatro vezes a atual capacidade de consumo da região Nordeste. Isso associado ao fato de que Sergipe, hoje, dispõe do primeiro terminal privado de GNL do País, buscando parceiros que se ajustem estrategicamente para que esta empreitada seja ainda mais promissora.

“Esse trabalho começou com a participação da Companhia Maranhense de Gás (Gasmar), há algum tempo, e nós tivemos a oportunidade de conhecê-lo quando estivemos na Missão Europa, recentemente, e agora podemos ver como ele funciona, com uma energia limpa, renovável e, inclusive, mais barata. E, com certeza, este projeto chegará em breve ao restante do Brasil e também no Maranhão”, situou Carlos Brandão, que marcou presença no Fórum na companhia do presidente da Gasmar, Deoclides Macedo.

Juntos, vice-governador e presidente, também explicaram que, além desses fatores, Sergipe está ligado, por meio da BR 235, a uma área de forte produção agrícola, conhecida como MATOPIBA, que abrange os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. Logo, essa produção poderá ser escoada pela rodovia – no caso das condições logísticas sergipanas – e o Maranhão pode apresentar, contudo, vias alternativas mais seguras.

Programação – Ao longo de toda esta segunda-feira, investidores, empresários e público especializado, recepcionados pelo governador Belivaldo Chagas e demais membros do governo do Estado de Sergipe, participaram, também, do lançamento dos caminhões movidos a GNL e da demonstração de seu funcionamento.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação