Centrais sindicais pedem para população ficar em casa nesta sexta e sair só para protestar

0
182

O Sindicato dos Bancários garante que as agências de bancos públicos e privados não funcionarão nesta sexta-feira (14), dia em que será realizada uma “paralisação geral” contra a proposta de Reforma da Previdência e outras propostas do governo em andamento no Congresso Nacional. Já os serviços de transporte coletivo, em São Luís, começam a funcionar somente a partir das 09h.

Em nota distribuída pelas redes sociais nesta quinta-feira (13), as principais centrais sindicais pedem para as pessoas não saírem de casa, a menos que seja para protestar contra o governo.

Eis a íntegra da nota:

Greve Geral em São Luís/Ma, nesta sexta feira(14/06), contra a Reforma da Previdência não vai ter ônibus coletivo nas primeiras horas da manhã.

A paralisação dos trabalhadores rodoviários vai das 4 da manhã até às 9 horas e portanto não saia de casa para trabalhar.

Só saia de casa se for para se juntar aos protestos de rua. O País está de Greve Geral contra a Reforma da Previdência, que vai acabar com a aposentadoria da classe trabalhadora, se você que é trabalhador deixar.

(Fonte, Centrais Sindicais, CTB, CSP-Conlutas, Força Sindical, CUT, CSB, Nova Central Sindical e UGT).

BancáriosEm assembleia no sábado (08), os bancários maranhenses decidiram aderir ao movimento, que tem como principais bandeiras a defesa da previdência pública e a luta contra os cortes na educação e por mais empregos. 

“Em todo o Maranhão, os bancários fecharão agências e participarão de manifestações com outras categorias. Em São Luís, a concentração ocorrerá na Praça Deodoro, no Centro, a partir das 13h”, diz o sindicato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui