Chico Buarque e Marieta Severo prestigiam estreia da filha no cinema

0
1945

A protagonista da estreia nacional da semana “Os Pobres Diabos”, Silvia Buarque, foi prestigiada na pré-estreia que aconteceu no Rio de Janeiro por seus pais, o compositor Chico Buarque e a atriz Marieta Severo. O longa estreia comercialmente nas salas de cinema de São Luís nesta quinta, 6, no Cinépolis (São Luís Shopping) e do Cine Lume (Office Tower), com distribuição da empresa maranhense Lume Filmes.

O filme de Rosemberg Cariry é uma homenagem aos pequenos e pobres circos que perambulavam pelo sertão cearense. A literatura de cordel e aulas com fonoaudióloga serviram de laboratório para a protagonista do filme “Os Pobres Diabos”, Silvia Buarque, que interpreta a atriz circense Creuza. Ela e outros grandes atores, como Chico Diaz, Everaldo Pontes, Gero Camilo, Zezita Matos e Sâmia Bittencourt e uniram a artistas locais de circo para compor a trama.

O filme consegue reunir crítica social, pitadas de humor e um pouco também de drama. “Livre, poético e humanamente político.

Chico Buarque prestigiou a estreia da filha Sílcia no cinema

Elenco – A escolha do elenco foi parte fundamental do processo, já que o filme traz o encontro de atores profissionais do teatro e do cinema com artistas circenses. Chico Diaz, diz da sua satisfação em realizar esse filme: “Poder trabalhar em um ambiente autoral e regional é um privilégio, ainda mais nos dias que correm, onde a voz única de mercado e de superfície condenam qualquer voz dissonante.

Poder trabalhar em um tema que versa sobre a condição do artista, ambientado em um pequeno circo onde glória, amor, poder e arte se misturam é uma sorte. Poder trabalhar em família é uma bênção. A minha, a do Rosemberg, a do circo. Devemos muito à família circense reunida”. “Realizamos um cinema que se coloca dentro da vida, um destino que se constrói junto ao acaso. No set, improvisamos muito e incorporamos cada dificuldade, cada chuva, cada dia de sol, cada talento ou idiossincrasias dos atores”, completa Rosemberg.

Frederico Machado, da distribuidora Lume Filmes, ressalta a importância desse lançamento para a firmação da rica e diversificada cinematografia do Nordeste: “O Nordeste hoje produz um cinema importante, em sua diversidade e proposições estéticas. Esse cinema precisa circular, ser exibido. Daí o nosso esforço para que Os Pobres diabos não ficasse restrito às mostras, nos festivais, aos cineclubes e às TVs por assinatura. Acreditamos muito no potencial desse filme e do cinema brasileiro”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui