Cinema africano é destaque no Centro Cultural Vale neste fim de semana

0
1079

O Centro Cultural Vale Maranhão (CCVM), localizado no Centro Histórico de São Luís, iniciou, nesta última quinta-feira (02), a Mostra Cinema Africano, reunindo 16 filmes de oito países da África Ocidental: Senegal, Níger, Burkina Faso, Costa do Marfim, Congo, Benin, Camarões e Ruanda. Nesta sexta (03), às 19h, e sábado (04), às 18h30, serão apresentados quatro filmes.

A programação é uma parceria com o Instituto Francês, que vem disponibilizando ao CCVM a exibição de filmes de sua Cinemateca. Para esta Mostra foram selecionadas, tanto produções clássicas, como África sobre o Sena (1957), considerado o marco fundador do cinema africano, quanto filmes recentes, mesclando curtas e longas, documentários e dramas ficcionais, além de dois longas de animação, voltados ao público infantil.

Diversos filmes da Mostra participaram de importantes festivais como o de Cannes e o Tribeca Film Festival. A maioria deles é inédita no Brasil, uma oportunidade especial para os maranhenses conhecerem a produção africana. Todos os filmes são legendados em português.

Programação deste fim de semana:

Sexta-feira (03) – Documentários

  • 19h – África sobre o Sena (1957), de Paulin Soumanou Vieyra, Mamadou Saar (documentário) Duração: 21 min – Senegal/ França
  • Sinopse: Sem conseguir autorização no Senegal, o cineasta Paulin Soumanou Vieyra decide filmar seu primeiro curta metragem em Paris. O filme trata da vida dos estudantes africanos na cidade, seus encontros e a nostalgia da terra natal. A África está na África, às margens do rio Sena ou no Quartier Latin? É a pergunta agridoce de uma geração de artistas e estudantes em busca de sua civilização, sua cultura e seu futuro. O filme, considerado primeiro dirigido por cineastas africanos, foi realizado com o patrocínio do Museu do Homem.
  • Aoure (1962) de Moustapha Alassane (documentário). Duração: 30 min – Nigéria
  • Sinopse: Reconstituindo um casamento tradicional na Nigéria, o filme traça uma crônica sobre a vida quotidiana de um casal djerma, em um vilarejo às margens do rio Niger.
  • Atlânticos (2009) de Mati Diop. Duração: 16 min – França/ Senegal
  • Sinopse: Ao cair da noite, em volta do fogo, em Dakar, uma jovem conta a odisséia de seu amor que desaparece no mar. O filme concorreu à Palma de Ouro no Festival de Cannes, foi a primeira vez que uma mulher negra foi selecionada para a mostra competitiva.

Sábado (04) – Longa Ficção

18h30

  • O Barco da Esperança (La Pirogue) (2012), de Moussa Touré. Duração: 1h27 min Drama/Ficção – Senegal.
  • Sinopse: De um vilarejo de pescadores na periferia de Dakar, partem diversas pirogas rumo à Europa. Baye Laye, capitão de um dos barcos, não quer partir, mas ele não tem escolha, deverá conduzir 30 passageiros até a Espanha, alguns nunca viram o mar e ninguém sabe o que os espera.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui