Ciro Gomes promete concluir as refinarias no Maranhão e Ceará

0
5101

AQUILES EMIR

Em entrevista concedida nesta segunda-feira (16) à noite em São Luís, antes do encontro com a classe empresarial, no Grand São Luís Hotel, o pré-candidato a presidente pelo PDT, Ciro Gomes, disse que, se eleito, retomará os projetos das refinarias de petróleo Premium I, em Bacabeira, no Maranhão, e Premium II, em Fortaleza, no Ceará. Os empreendimentos foram lançados em 2010 pelo então presidente Lula e suspensos em 2015, após a reeleição da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

De acordo com Ciro, não houve fracasso nesses projetos, mas um “chêcho” do governo contra os cearenses e maranhenses, ou seja, uma trapaça. Para ele, não faz sentido o alto investimento feito nessas refinarias (mais de R$ 2,7 bilhões), as expectativas criadas para empresários e trabalhadores e simplesmente, cinco anos depois, a Petrobras dizer que não iria mais fazer as obras.

O pior, como interpreta, é que foi um calote internacional porque quando a estatal vendeu ações na Bolsa, no Brasil e no exterior, ela tinha em seu portfólio de investimentos futuros as duas refinarias, ou seja, muita gente investiu em seus papéis, acreditando que iria fazer bom negócio tornando-se sócio da empresa.

Por achar que ambas as refinarias são viáveis, até porque, como interpreta, não faz sentido o Brasil continuar mandando petróleo para refino fora do país e importar gasolina, óleo diesel, nafta e outros derivados, diz que a retomada das obras será uma das primeiras medidas que vai tomar. “Colocarei em funcionamento no intervalo de quatro anos”, assegurou. Para ele, se Premium I e Premium II estivessem em operação provavelmente o Brasil não estaria enfrentando o problema de alto preço de combustíveis.

O presidenciável pedetista informou ainda que é defensor das zonas de exportação, e um dos maiores exemplos de sua defesa é a existente no Ceará, portanto deve estimular o seu surgimento em vários estados. No Maranhão, o projeto de uma zona de exportação é do senador Roberto Rocha, pré-candidato a governador pelo PSDB.

Crise – Na palestra aos empresários, Ciro Gomes disse que o Brasil vai precisar de um presidente que tenha autoridade e queira colocar as coisas para funcionar. Ele acha possível o país deixar de importar vários itens essenciais, como, por exemplo, equipamentos hospitalares, se houver um projeto para que parte desses itens seja fabricado no Brasil.

O pedetista disse ainda que é preciso controlar os juros, para que fiquem abaixo da rentabilidade das empresas, a fim de que tomada de dinheiro no sistema financeiro promova o desenvolvimento do país, mas não acha que isto seja possível com o sistema bancário concentrado em apenas cinco empresas desse setor.

O pré-candidato prometeu ainda estimular o transporte marítimo de cabotagem e investimentos em ferrovias para baixar os preços dos fretes. A Transnordestina e a Norte-Sul, como apontou, são exemplos de que poderiam estar fazendo o escoamento da produção em maior escala a menos custo, porém como nunca foram concluídas, não atendem ao país.

Ciro Gomes também defendeu a reforma da Previdência, com diminuição dos ganhos dos servidores públicos a fim de que haja divisão maior para todos os aposentados e quem quiser uma renda maior que pague a previdência privada.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui