CNA alerta para que crise política não prejudique reformas

0
354

AQUILES EMIR

Em carta distribuída nesta sexta-feira (26), o presidente da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA), João Martins, chama atenção para os riscos que os últimos acontecimentos políticos podem prejudicar o processo de mudança por que passa o país e interromper as reformas (previdenciária e trabalhista) que estão em debate no Congresso Nacional. Sem mencionar diretamente a delação da JBS, a nota destaca que “acontecimentos inesperados, que não nos cabe julgar”, podem colocar em risco a conclusão das reformas. “A interrupção da volta à normalidade representa um grave risco à retomada do crescimento. Este é um destino que não podemos e não vamos aceitar”.

Em outro trecho do documento, a CNA diz que “a maioria dos indicadores econômicos e sociais já aponta para uma consistente recuperação, capaz de devolver confiança aos investidores e esperança à população brasileira”. Segundo seus dirigentes, “a consolidação do ciclo reformista está ao alcance de nossas vistas, o que ocorrerá com a aprovação das reformas trabalhista e previdenciária pelo Congresso Nacional”.

A carta chama atenção que, num curto espaço de tempo, o Governo e o Congresso Nacional estão debatendo e aprovando mudanças importantes para o funcionamento do Estado e da economia brasileira. Por conta disso, faz um apelo para que o Brasil não volte a interromper o processo de mudanças há muito esperado.

Segue abaixo, na íntegra, a carta da CNA:

Nota Oficial à Nação Brasileira

O Brasil está, a duras penas, emergindo da mais grave recessão de sua história, que produziu uma multidão de desempregados, o encolhimento das atividades produtivas e o empobrecimento de boa parte de sua população.

Para evitar a ruína da economia e a desorganização de nossa sociedade, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA, em nome dos produtores rurais de todo o País e encorajada por eles, apoiou clara e firmemente uma mudança nos rumos do nosso País, com a esperança de dar ao Brasil a chance de reerguer-se e reconciliar-se com o crescimento e a estabilidade.

Em tempo breve e produtivo, o Governo e o Congresso Nacional estão debatendo e aprovando mudanças importantes para o funcionamento do Estado e da economia. Em consequência disto, a maioria dos indicadores econômicos e sociais já aponta para uma consistente recuperação, capaz de devolver confiança aos investidores e esperança à população brasileira. A consolidação do ciclo reformista está ao alcance de nossas vistas, o que ocorrerá com a aprovação das reformas trabalhista e previdenciária pelo Congresso Nacional.

Acontecimentos inesperados, que não nos cabe julgar, podem colocar em risco a conclusão virtuosa destas reformas. A interrupção da volta à normalidade representa um grave risco à retomada do crescimento. Este é um destino que não podemos e não vamos aceitar.

Com a responsabilidade de quem lutou pela transição política, apoiamos  a manutenção da agenda de reformas, na certeza de que este é o único caminho para o equilíbrio fiscal, a estabilidade das instituições e a recondução ao crescimento sustentável e duradouro.

Confiantes nas instituições para a manutenção do Estado de Direito, queremos deixar claro que, em nossa visão, qualquer resultado que retarde ou venha a inviabilizar a conclusão das reformas é contrário ao interesse dos produtores rurais e, principalmente, ao interesse coletivo de toda a Nação brasileira.

  • Brasília, 26 de maio de 2017.
  • CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL – CNA

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui