Com chapa única, Sindcombustíveis realiza nesta terça-feira eleição da sua nova diretoria

0
227

AQUILES EMIR

Será realizada nesta terça-feira (26), das 09h às 11h, no Edifício Pátio Jardins, no bairro do Cohafuma, a eleição para escolha da nova diretoria do Sindicato dos Distribuidores de Combustíveis do Maranhão (Sindcombustíveis), que deverá confirmar o nome do empresário Leopoldo Santos Neto (foto), proprietário da Rede Natureza, na presidência, já que encabeça chapa única. Para o cargo de vice-presidente integra a chapa a empresária Magnólia Rolim, diretora da Rede Magnólia.

Desde maio, o Sindicato vem sendo administrado por uma junta governativa presidida por João Rolim (Rede Magnólia), já que, pelo estatuto do órgão, o ex-presidente Orlando Santos não poderia ser reeleito. Por decisão da Justiça do Trabalho, a junta foi nomeada para cuidar do processo sucessório, e até o encerramento das inscrições apenas uma chapa foi registrada, o que significa dizer que haverá uma escolha consensual.

O Sindcombustíveis congrega o segmento que mais arrecada ICMS no Estado, e o seu novo presidente pretende que esta força se traduza numa melhor relação com toda a cadeia produtiva, envolvendo da estatal detentora do monopólio da prospecção e refino do Petróleo, no caso a Petrobras, distribuidoras, transportadoras e revendedores, bem com o poder público. Leopoldo Santos diz que uma das primeiras providências será ampliar o número de associados, já que muitas empresas estão afastadas do órgão.

Chapa única da nova diretoria do Sindcombustíveis para eleição desta terça-feira

Para o empresário, a última greve de caminhoneiros que congestionou o país por mais de uma semana e gerou um amplo debate sobre os custos dos combustíveis do setor foi uma clara demonstração de que o sindicato precisa se fortalecer, já que sobraram para os postos as maiores críticas, embora estes sejam a parte mais fraca do setor, já que dependem da política de preços das refinarias e distribuidoras.

No que diz respeito à relação com o poder público, o novo presidente diz que é preciso que haja uma relação mais cordial, pois muitos empresários reclamam da maneira ostensiva como são fiscalizados e expostos à opinião pública. Para ele, é importante que haja fiscalização por parte dos órgãos oficiais a fim de garantir os direitos dos consumidores, contudo isto não pode levar a população a ter um entendimento distorcido do papel do revendedor, daí porque espera se reunir com as autoridades do setor para que haja uma melhor relação.

Outra meta da nova diretoria é aproximar o Sindcombustíveis dos demais órgãos da classe patronal, como Associação Comercial, Federação do Comércio, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Federação das Indústrias (Fiema), Federação da Agricultura (Faema) etc, pois, além de reunirem clientes corporativos, são as que têm mais influência junto aos governos – federal, estadual e municipais – portanto é preciso fortalecer essas parcerias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui