Cruzeiro larga na frente na disputa final da Copa do Brasil nesta quarta-feira em Minas Gerais

0
69

A festa foi cruzeirense no jogo de ida da final da Copa do Brasil 2018 contra o Corinthians, nesta quarta-feira (10), no Mineirão, em Belo Horizonte (MG). Empurrado pela torcida, o Cruzeiro fez valer o mando de campo e venceu por 1 a 0. Com o resultado, conquistou a vantagem do empate para o confronto da volta, na próxima quarta-feira (17), às 21h45, na Arena Corinthians, em São Paulo (SP).

O Cruzeiro controlou as ações da partida desde o apito inicial, enquanto o Corinthians, apostando nos contra-ataques,  fechou os espaços e buscou segurar o ímpeto cruzeirense nos primeiro minutos. Com dificuldades para furar o bloqueio defensivo da equipe paulista, os donos da casa passaram a arriscar de fora da área e, aos 18 minutos, Thiago Neves obrigou o goleiro Cássio a fazer grande defesa. Nos acréscimos, a persistência mineira foi premiada com o gol de Thiago Neves, que abriu o placar, 1 a 0.

Na volta do intervalo, o Corinthians tentou ficar mais com a bola nos pés, mas foi o Cruzeiro que chegou com maior perigo. Apostando nas bolas áreas, a Raposa assustou com Barcos, aos 17 minutos, e Dedé, aos 29. Em busca do gol de empate, o alvinegro paulista adotou uma postura mais ofensiva com as mudanças realizadas pelo técnico Jair Ventura, mas não conseguiu balançar as redes do goleiro Fábio.

Mano Menezes comandou o Cruzeiro na vitória sobre o Corinthians na final da Copa do Brasil

Opiniões dos técnicos – O técnico Mano Menezes valorizou o placar mínimo construído pelo Cruzeiro. “Claro que queríamos ganhar de mais. Se não quiséssemos, teríamos tocado a bola atrás. A gente não pode criar essa coisa de que o resultado não foi bom. O resultado foi bom”, disse ele.

Esta foi a primeira vez no torneio que o Cruzeiro jogou a primeira partida do mata-mata dentro de casa. Nas outras três oportunidades, o primeiro confronto foi longe de seus domínios. “Eles vão ter que nos atacar, como nós tivemos que nos expor e atacar hoje. E atacamos bem. E soubemos atacar. Não demos nenhuma chance a um adversário que sabe jogar”, minimizou Mano Menezes.

Jair Ventura, técnico do Corinthians

O Corinthians pode ter perdido a batalha, mas não perdeu a guerra. Foi com esse sentimento que o técnico Jair Ventura encarou a derrota. “Saímos com a desvantagem mínima, não é o que queríamos, queríamos um resultado melhor. Mas sabemos da nossa força em casa também. Saímos super vivos, tristes, mas super vivos”, analisou.

Na semifinal, já sob o comando de Jair Ventura, o Corinthians repetiu este roteiro. Contra o Flamengo, fez um jogo mais conservador no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), e saiu com o 0 a 0 do Rio de Janeiro. No jogo de volta, venceu por 2 a 1.  “Na nossa casa conseguimos a vitória contra o Flamengo, vamos fazer de tudo para conseguir a vitória novamente”, concluiu Jair.

(Com dados da CBF e fotos de Vinnicius Silva/Cruzeiro)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui