Em Carta a Lula, Papa lembra que Deus liberta do pecado e das “escravidões deste mundo”

0
355

O Papa  Francisco escreveu uma carta ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, em resposta a uma recebida em março, na qual, além de pedir para não “desanimar e continuar confiando em Deus”,  Sua Santidade lembra que Deus pode fazer, quem nele acredita, “passar da escuridão para a Luz”.  Papa Francisco lembra ainda que Deus pode livrar do “pecado que nos separa de Deus e dos irmãos para a amizade que nos une a Ele”.

Em nenhum momento o chefe da Igreja Católica questiona a condenação do ex-presidente, apenas se solidariza a ele, especialmente pela perda “de alguns entes queridos – sua esposa Marisa Letícia, seu irmão Genival Inácio e, mais recentemente, seu neto Arthur de somente 7 anos -, que lhe manifestar minha proximidade espiritual e lhe encorajar pedindo para não desanimar e continuar confiando em Deus”.

No texto, provavelmente escrito durante o período da Páscoa, Francisco fala da ressurreição de Jesus Cristo e que o triunfo d’Ele “sobre a morte é a esperança da humanidade”.

Lembrando o poder e misericórdia de Deus, o Papa frisa que “graças a Ele, podemos passar da escuridão para a Luz; das escravidões deste mundo para a liberdade da Terra prometida; do pecado que nos separa de Deus e dos irmãos para a amizade que nos une a Ele; da incredulidade e do desespero para a alegria serena e profunda de quem acredita que, no final, o bem vencerá o mal, a verdade vencerá a mentira e a Salvação vencerá a condenação”.

Confira a carta do Papa Francisco a Lula

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui