Embalagens vazias de agrotóxico são recolhidas na região tocantina

0
366

Mais de 180 quilos de embalagens vazias de agrotóxicos foram recolhidos nas ações educativas desenvolvidas nas últimas semanas na região tocantina, pela Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged), Associação do Comércio de Insumos Agropecuários da Região Tocantina (Aciart) e a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente do município de João Lisboa.

As atividades foram desenvolvidas nos povoados Cipó Cortado I e II, Capemba d’água, Centro dos Carlos, São Raimundo e Bom Lugar. Em cada um desses povoados foram realizadas palestras educativas ressaltando a importância do uso correto e da devolução das embalagens vazias de agrotóxicos, ações de panfletagem com o objetivo de estimular a devolução das embalagens, além da montagem de pontos de recebimento destas embalagens nos próprios povoados, onde os agricultores tiveram um prazo de dez dias para recolher os vasilhames de agrotóxicos em suas propriedades e depositar no local.

Foram instalados seis pontos de recebimento na zona rural do município de João Lisboa, onde todas as embalagens foram recolhidas e levadas para a praça central da cidade para a contabilização e continuidade de ações educativas relativas as embalagens, tendo com público, também, alunos da Casa do Agricultor Familiar, para formar agentes multiplicadores nas propriedades. Ao todo, cerca de 182 kg de embalagens vazias foram devolvidas, ultrapassando a marca alcançada na primeira edição do Recebimento Itinerante – RI realizado no ano de 2016.

Para o agricultor Raimundo Carneiro de Sousa, esse projeto estimula a devolução das embalagens, por conta da facilidade e da proximidade dos pontos fixos do povoado.

“A devolução das embalagens vazias de agrotóxicos no próprio povoado tem facilitado a nossa participação no projeto, pois guardamos durante todo o ano as embalagens que utilizamos para serem devolvidas no ano seguinte, agora está bem mais fácil”, afirmou.

O fiscal estadual agropecuário André Gonçalves Ferreira destacou a importância da realização dessas ações e os resultados positivos alcançados.“O evento reuniu atividades de panfletagem e palestras nos povoados da cidade e o Dia D consolidou a essência das ações que tinham objetivo de conscientizar o agricultor e incentivar a devolução das embalagens, mostrando que a continuidade das ações apresenta resultados positivos o que nos motiva a prosseguir com o trabalho já desenvolvido”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui