Especialistas recomendam uso de remédio antimalária para combater coronavírus

0
112

O líder de uma equipe de especialistas da autoridade sanitária chinesa recomendou o uso de medicamentos antimalária para tratar pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Zhong Nanshan disse a repórteres, nessa terça-feira (18), que testes clínicos revelam que o fosfato de cloroquina é eficaz. Ele afirma que apesar de não ser um medicamento milagroso, pacientes que o tomaram tiveram teste negativo para o vírus em um período de 15 dias, sem efeitos colaterais graves.

Zhong também disse que o tratamento utilizando plasma sanguíneo de pacientes já curados é relativamente seguro e eficaz para aqueles em estado grave.

O governo chinês considera esse tratamento promissor e pede que as pessoas que receberem alta doem seu plasma.

Mortes – Autoridades sanitárias chinesas informam que mais 136 pessoas morreram nessa terça-feira (18), principalmente na província de Hubei, elevando o número total de mortes no país para 2.004.

Mais 1.749 infecções foram confirmadas. O número total de casos na China continental, confirmados por testes em laboratórios ou diagnóstico clínico, é superior a 74 mil. Um jornal ligado ao Partido Comunista Chinês criticou a resposta inicial das autoridades locais ao surto.

Global Times divulgou ontem os resultados de pesquisa feita por uma equipe do Centro Chinês de Prevenção e Controle de Doenças. A equipe afirma ter descoberto que mais de 5 mil pessoas começaram a apresentar sintomas do novo coronavírus durante o período de 10 dias até 20 de janeiro.

Entretanto, autoridades da província de Hubei iniciaram uma resposta em grande escala apenas após o presidente Xi Jinping apresentar instruções sobre o surto em 20 de janeiro.

(Agência Brasil com informações de NHK, emissora pública de televisão do Japão)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui