Expo Indústria desmistifica que o Maranhão não é industrializado

0
398

Ao participar nesta quarta-feira (08) da abertura da Expo Indústria, o presidente da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), Edilson Baldez, disse que este evento serve para desmistificar a ideia de que o Maranhão não tem indústria. “Temos que transformar potencial em ação”, acrescentou, afirmando que quem visitar o Multicenter Sebrae, onde a feira está sendo realizada, vai descobrir muitas novidades.

A Expo Indústria é considerada a maior feira multissetorial da indústria no Nordeste. O espaço reúne até sexta-feira (10) as principais empresas do setor secundário e conta com programação, que inclui serviços de educação, encontros de negócios, palestras, bate-papos, oficinas, workshops, estandes, painéis e serviços, que foram iniciados na tarde e na noite desta quarta-feira.

O grande avanço industrial maranhense nos últimos anos foi enfatizado pelo presidente da CNI, Robson Andrade, que afirmou ser a indústria do Estado um exemplo para todo o país. “A Fiema é uma entidade importante que tem sido capaz de estabelecer parcerias com o Governo do Estado e com o Sebrae. A consequência disso é que a indústria maranhense é uma das que mais tem crescido no Brasil. Precisamos tê-la como exemplo para toda a nação e tudo resulta desta união de forças”, reforçou.

Segundo Edilson Baldez, a Expo Indústria pode ser considerada um sucesso por cumprir múltiplos papéis. “Ao mesmo tempo em que mostra a relevância e a força da indústria local, a Expo Indústria oferece diferentes oportunidades para empresários, estudantes e toda a população de São Luís, acompanhar e aproveitar serviços. Aguardamos gerar uma expectativa de negócios de cerca de R$ 120 milhões. Estes recursos podem se tornar uma receita, um capital produzido para o enriquecimento do nosso estado”, explica Edilson Baldez.

Ao comentar a importância da parceria do setor industrial com o poder estadual, o governador Flávio Dino celebrou a grandeza do evento. “Temos de tornar a indústria do Maranhão dinâmica e garantir que ela cresça. A Expo Indústria demonstra a força industrial de nosso estado e resultará em uma revitalização de nossa produção”, ressaltou Flávio Dino.

Novidades – Durante a Expo Indústria Maranhão, haverá atividades voltadas para o desenvolvimento de empresas, divulgação de novos conteúdos e serviços que podem fortalecer iniciativas que já estão no mercado. Em uma área de 11.482 m², que compreende todo o pavilhão principal do Multicenter Sebrae, aguarda-se milhares de pessoas que poderão ter acesso a Wi-Fi Zone, área de conforto e totens para recarregar energias, além do Lounge Expo com uma variedade gastronômica e cultural para os visitantes.

A expectativa é que o Encontro Internacional de Negócios, que reunirá investidores da Inglaterra, Nigéria, Estados Unidos, França, além de compradores de outros estados brasileiros, gere negociações em torno de R$ 120 milhões. De toda a Expo Indústria, devem participar 150 empresas. Os visitantes da feira multissetorial poderão visitar 70 estandes que apresentarão produtos da indústria maranhense. Serão ainda seis espaços temáticos – Arena da Sustentabilidade, Arena do Crédito, Indústria das Startups, Encontro de Negócios, Lounge Expo e Arena da Indústria – cada uma delas terá uma programação especial, voltada para empresários, estudantes e demais visitantes. Serão cerca de 700 participantes em painéis e exposições ao longo de toda a feira.

Palestras – Entre os destaques da programação desta quinta-feira (9) da Expo Indústria, está a palestra do mestre cervejeiro, José Felipe Carneiro, dono da Cervejaria Wäls (MG), na Arena da Indústria, às 19h. Ele apresentará um painel com tema “Crescimento Disruptivo: Caso da cervejaria artesanal nº 1 no mundo”. A Cerveja Wäls é a atual campeã da Copa do Mundo das Cervejas Artesanais. Outra palestra será conduzida pelo campeão Olímpico Emanuel Rego, jogador de vôlei de praia. Ele falará sobre esporte e qualidade de vida às 20h30, também na Arena da Indústria.

Ações sustentáveis das indústrias no Maranhão serão apresentadas na Arena da Sustentabilidade, novidade desta edição. Especialistas apresentarão projetos de pesquisas sobre fontes de energia alternativa e ainda conduzirão bate-papos com o público. Empresários poderão conhecer linhas de crédito disponíveis no mercado, na Arena do Crédito. O Núcleo de Acesso ao Crédito (NAC), da Fiema, aproximará os empreendedores das entidades financeiras como Banco do Brasil e Banco do Nordeste.

Universitários competirão na Indústria da Startups para resolver problemas das indústrias locais. Eles trabalharão em um ambiente estimulante à criatividade e ao trabalho em grupo (coworking) com objetivo de preparar soluções com viabilidade comercial, voltadas para empresas e indústrias. Os vencedores serão premiados. Os participantes terão acesso a uma programação com meetups e bate-papos sobre temas como design thinking,modelo de negócios, criatividade, inovação e tecnologia.

A Expo Indústria 2017 terá também oficinas, capacitações, palestras, um lounge, na área externa, com food trucks e uma programação cultural.

(Com dados da Fiema)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui