Fiema inicia novo Procompi para micro e pequenas empresas

0
376

A Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema) apresentou, terça-feira (16), a 5ª edição do Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias (Procompi). Segundo o vice-presidente da José Orlando Soares Leite Filho (foto), a ação deve atender cerca de 30 empresas, cujos representantes conhecer meios para ter acesso com mais facilidade à tecnologia, a inovação e a competitividade ao segmento do nosso estado.

Nesta etapa serão selecionadas apenas empresas instaladas na região metropolitana de São Luís, que receberão consultoria em gestão financeira, de pessoas e de processos pelo período de um ano. O objetivo é fortalecer e desenvolver as micro e pequenas indústrias maranhenses, dando a elas condições para competir no mercado. Para o empresário Wladimir Albuquerque, o programa é um incentivo a mais ao segmento.

“Essa parte financeira e de pessoal precisa ser bem organizada pelos empresários, não basta apenas ter o dinheiro para que o negócio funcione bem. Vamos continuar trabalhando e fazendo parcerias para que as empresas maranhenses cresçam e para que diminua o número de construtoras que fecham suas portas todos os dias”, afirma.

Para Flávio Campos, que atua no ramo da construção há 30 anos no Maranhão, o programa vai ajudar muito quem está começando agora. “É muito interessante, porque na nossa época, não havia benefícios desse tipo, o empresário tinha que sair ‘batendo cabeça’ e aprendendo no dia a dia. Hoje, vejo como uma facilidade muito grande para conquistar mercados e para quem está iniciando sua empresa, contar com esse apoio”.

Outro que deve aderir ao programa é David Col Debella, que avaliou a importância da consultoria para o fortalecimento das empresas maranhenses. “O nosso empresário da construção é muito mais técnico. A gestão financeira e de pessoal são áreas que ele ainda precisa desenvolver melhor e são fundamentais para a empresa”.

Os interessados podem procurar a FIEMA até o dia 31 de maio para realizar sua adesão ao programa. Mais informações pelo telefone (98) 3212-1890.

No lançamento do Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias (Procompi), Mauro Bordalho, Jorge Taborda,Albertino Leal e Celso Gonçalo

Produtividade – Desde que foi iniciado pela Fiema, o Procompi já atendeu mais de 200 empresas de diversos setores industriais como vestuário, químico, gráfico, cerâmico e de reparação automotiva. Lançado em 1998, o Procompi, foi renovado nos anos 2000, 2006 e 2010. Chega à quinta edição no novo convênio firmado entre as instituições, em 2016. Serão investidos R$ 23,9 milhões para atender a 1,8 mil empresas.

No último ciclo, realizado entre 2010 e 2015, o Procompi investiu cerca de R$ 30 milhões e beneficiou 2.298 empresas, de 17 setores. As regiões Norte e Nordeste desenvolveram mais da metade dos projetos. As participantes tiveram um aumento médio de 29% em produtividade, contra um crescimento geral da produtividade da indústria de apenas 1% no mesmo período. Além disso, mais de 60% das indústrias atendidas pelo programa implementaram ações de inovação e 23% tiveram redução nos custos de produção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui