Filho do presidente Jair Bolsonaro diz que não haverá mudanças no país por vias democráticas

0
233

AQUILES EMIR

O vereador pelo Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (PSL), filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a causar polêmica nesta segunda-feira (09), ao defender meios não democráticos para que o Brasil possa alcançar as mudanças “que almejamos”. A postagem causou reações em diversos segmentos sociais e políticos.

Em sua conta no Twitter, Carlos Bolsonaro, que se encontra em São Paulo, onde acompanha o pai, que foi submetido, domingo (08), a uma cirurgia para retirada de hérnia provocada pela facada sofrida há um ano, postou sua opinião. Disse ele:

“Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos… e se isso acontecer. Só vejo todo dia a roda girando em torno do próprio eixo e os que sempre nos dominaram continuam nos dominando de jeitos diferentes!”

Mais cedo, ele havia criticado os governos que antecederam ao de seu pai:

“O governo Bolsonaro vem desfazendo absurdos que nos meteram no limbo e tenta nos recolocar nos eixos. O enredo contado por grupelhos e os motivos cada vez mais claro$ lamentavelmente são rapidamente absorvidos por inocentes. Os avanços ignorados e os malfeitores esquecidos”, disse.

Carlos Bolsonaro negou que esteja envaidecido com o fato de um membro da família ter chegado à Presidência. “Como meu pai, também estou muito tranquilo e o poder jamais me seduziu. Boa sorte sempre a todos nós!”

Reação – A posição do vereador carioca causou várias reações. O presidente da OAB, Felipe Santo Cruz, foi um dos mais contundentes. Segundo ele, ‘não há como aceitar uma família de ditadores”.

Após esse questionamento, Carlos Bolsonaro voltou às redes sociais e perguntou: “Agora virei ditador?” Pqp!

A ex-deputada Manuela D´Ávila (PCdoB), que foi candidata a vice-presidente na chapa de Fernando Haddad, também se posicionou:

“Um dos filhos do presidente, que Bolsonaro já disse mais de uma vez que fala em seu nome, ameaça o país com um golpe. Os inimigos do que resta de Estado Democrático de Direito tramam isso de dentro dos palácios, com todas as vantagens e possibilidades de quem exerce o poder”.

(Foto – reprodução de redes sociais)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui