Flávio Dino e Carlos Brandão ficaram mais pobres após assumirem o Governo do Estado

1
3264

AQUILES EMIR

O intervalo de quatro ano, de uma eleição para outra, não foi nada bom para a saúde financeira do governador Flávio Dino (PCdoB), que ficou mais pobre em mais de R$ 48 mil após sua chegada ao Palácio dos Leões. De acordo com as informações por ele prestadas ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) nesta quinta-feira (09), disponíveis no divulgacand, o seu atual patrimônio é avaliado em R$ 885,5 mil, enquanto em 2014 esta avaliação era de R$ 933,6 mil.

Da lista de bens, o único item que apresentou evolução foi a conta bancária do governador, que era R$ 2.018, há quatro anos, e hoje ele dispõe em depósito R$ 16,9 mil, o que mostra não ser muito econômico, pois desde que assumiu o cargo, com remuneração bruta de R$ 15 mil, suas despesas são 100% custeadas pelo Estado e ainda dispõe de cartão corporativo para outras despesas, mas, ainda assim, conseguiu aumentar sua movimentação bancária em apenas R$ 14 mil, menos do que um salário mensal, embora em 43 meses de exercício do mandato a soma bruta desses proventos fosse de R$ 645.500,00.

Como o governador tem direito, dentre outras vantagens, a 100% do valor de sua remuneração, por presidir o conselho de secretários, o mais correto seria dizer que a soma bruta do que recebeu de 2015 aos dias de hoje chegasse a R$ 1,290 milhão.

O que levou o governador a ficar mais pobre foi um veículo Honda Civic, que na declaração de 2014 aparecia avaliado em R$ 63 mil e na deste ano desapareceu e nenhum outro automóvel foi posto em seu lugar. Nem mesmo o dinheiro desse carro foi levado para sua conta bancária, podendo ter sido doado ou mesmo descartado como algo imprestável.

Penúria – Situação mais crítica é a do vice-governador Carlos Brandão (PRB), que declarou um patrimônio de R$ 69.686,17, dividido em um terreno de R$ 8.165,80, duas cadernetas de poupança que somam R$ 22.520,37 e aplicações de capital de R$ 39.000,00. Há quatro anos, Brandão tinha um patrimônio melhor, de R$ 276.426,57, mas ficou sem dois veículos que somavam R$ 82 mil, desapareceu uma caderneta de poupança, depósitos bancários e outros bens (confira aqui), o que demonstra não ter sido nada vantajoso assumir um cargo de tamanha importância.

Veja a a lista de bens do governador Flávio Dino:

BEM VALOR EM 2014/R$ VALOR EM 2018
ITAÚ PREVIDÊNCIA

114.679,34

114.679,34

APARTAMENTO NO ED. SAN MARINO

92.000,00

92.000,00

SOCIEDADE NO IDEJ

5.000,00

5.000,00

SALDO EM CONTA CORRENTE

2.018,84

16.947,45

CASA NO OLHO D´ÁGUA

137.546,80

137.546,80

SALA NO MONUMENTAL

24.444,08

24.444,08

VEÍCULO HONDA CIVIC

63.000,00

APARTAMENTO NO ED. SÃO GABRIEL

166.000,00

166.000,00

FLAT NO CEARÁ

328.092,67

328.092,67

AÇÕES NO BB

824,20

824,20

TOTAL

933.605,93

885.534,54

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui