Flávio Dino não vai ao encontro com Bolsonaro e o Maranhão vai ser representado pelo Piauí

20
19337

AQUILES EMIR

Como já era previsto, Flávio Dino (PCdoB), um dos maiores críticos de Jair Bolsonaro (PSL), não participará nesta quarta-feira (14), em Brasília (DF), do encontro do presidente eleito e sua equipe econômica com governadores eleitos e reeleitos. O Maranhão, assim com outros estados do Nordeste, será representado pelo governador do Piauí, Wellington Dias (PT), que vai levar uma carta com as principais reivindicações da região.

Em entrevista ao G1 PI, Wellington Dias disse que a carta que levará ao presidente eleito conterá propostas para a pauta Brasil, destacando as prioridades para a região. “O Fórum dos Governadores do Nordeste me autorizou a representar a região na agenda do próximo dia 14, em reunião com o presidente eleito Jair Bolsonaro para podermos tratar da carta do Nordeste”, disse.

Ainda de acordo com governador piauiense, desde 2015 houve várias reuniões dos gestores estaduais nordestinos, no Piauí, em Pernambuco, no Ceará, na Bahia e outros estados, oportunidade em que foram debatidos temas como Saúde, Educação, a situação de recursos hídricos, energia, essa parte da política fiscal e essas situações de contratos de empréstimos da previdência. “Elaboramos propostas para a pauta Brasil, ou seja, a pauta brasileira a partir da prioridade do Nordeste”, acrescentou.

Ainda de acordo com Wellington Dias, ele aproveitará o encontro para solicitar de Bolsonaro uma audiência em que debaterá esses temas, apresentará a carta de seus colegas e vai propor uma reunião específica com os governadores nordestinos.

Wellington Dias levará carta dos governadores nordestinos a Jair Bolsonaro

Caos – Desde a eleição de Jair Bolsonaro, dia 28 de outubro, o governador Flávio Dino tem sido um dos maiores críticos do futuro governo, chegando a prever um caos econômico e social no Brasil a partir de 2019, quando for empossado.

Diante das críticas feitas pelas redes sociais, muitos imaginavam que ele estivesse disposto a apresentar seus alertas, pessoalmente, ao futuro presidente e à sua equipe econômica, porém, a exemplo do que ocorreu ao longo do governo de Michel Temer, com quem nunca teve uma audiência nem participou dos encontros organizados por ele, preferiu ficar de fora.

Segundo a coordenação do encontro, vinte governadores já garantiram presença em Brasília nesta quarta, ou seja, apenas sete, provavelmente todos dos Nordeste, onde Fernando Haddad (PT) teve maior votação, estarão ausentes.

20 COMENTÁRIOS

  1. Triste saber que o nosso Governador mesmo não tendo todo favoritismo do mundo, aja de forma desrespeitosa não atendendo a agenda do presidente eleito.
    Independente se o Lula é ou não culpado, ele já foi sentenciado e está preso.
    Pra frente é que o mundo anda.
    Não sejamos hipócritas a ponto de não reconhecer os méritos dos futuro presidente do Brasil, eleito de forma justa.
    Agora Flávio seja homem e vá pedir benção porque o Maranhão não mais da no Brasil, muito menos você.

    • Bolsonaro disse que iria prender os comunistas, Dino é comunista, logo, faz bem em ficar longe do truculento.
      Aí não é partidário, nem ideológico, aí é resistencia.

  2. Para administrar precisa-se largar a meninice e ter mais maturidade e entendimento em saber que o gestor não é dono do estado e que não está trabalhando só pra seus eleitores.

  3. Eu considero de uma extrema falta de respeito, a pessoa diz que estuda tanto e não aprende um princípio básico que chama submissão, independente se ele gosta ou não se ele é governador do estado precisa se submeter isso aí nada mais representa o comportamento dos comunistas,nos poupe né senhor governador chega de fazer nosso estado passar vergonha, eu espero que o Maranhão não venha ser prejudicado.

  4. É muito triste isso. É por isso que o Nordeste e uma terra sofrida pq so aparece gonvernos pra sugar, nunca vamos sair dos ultimos patamares que si encontram. Não por falta de riquezas sim pq esses gonvernantes não deixam. Temos que aceitar qualquer gonverno e deixar trabalhar. Por que so os mais fracos e que são obrigados?

  5. Sou maranhense e moro em Curitiba desde 1981, após morar em São Paulo de 1965, quando saí do Maranhão. Com certa frequência vou a São Luís, aonde tenho familiares.
    Fico muito triste quando vejo e ouço esse tipo de notícias do nosso querido Maranhão, que ainda não conseguiu libertar-se das raízes do atraso. Dominado por comunistas, um regime que não deu certo em nenhum outro país do mundo, vai dar certo no Maranhão? Esse governador comunista, não aceitou o resultado das eleições democráticas? Não tem coragem de pessoalmente acertar as suas diferenças pessoais, más compromete o bem estar dos seus comandados?
    A tristeza é maior ainda quando sabemos que o Maranhão é campeão em analfabetismo; o segundo lugar, estado com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), perdendo apenas para o Piauí; o segundo maior índice de mortes por malária em 2018; a menor renda per capta do Brasil; e tantas outras coisas mais. Se o povo reelege esse Governador, então é porque está satisfeito com toda essa péssima situação do estado.

  6. Infelizmente o povo mais sofrido da nação Brasileira precisa urgentemente criar anticorpos para se proteger desses vermes que não pensam nem um pouco no sofrimento do povo do Nordeste.

  7. Infelizmente esse Senhor não pensa na população,quer mais que se dane pois ele já está garantido,na pior das hipóteses ele fica aposentado como governador,enquanto isso o povo se o elegeu sofre.Por favor querido povo do Nordeste não votem e. quem não quer o seu bem,votem nas próximas eleições em pessoas que realmente querem ajuda -los,não em quem esses coronéis de M.mandam,afinal eles já estão milionários

  8. Estranhei um fato: porque os Estados do Nordeste querem discutir com Bolsonaro a pauta Brasil “ com prioridade para os estados do Nordeste” como assim? Estão se julgando especiais?

  9. Ainda bem q Bolsonaro não é vingativo,com isso q poderia perder e o estado do Maranhão,mas graças a Deus isso não é da índole de Bolsonaro,querendo ou não esse governador comunista petista vai ter q ir até Bolsonaro,do contrário o povo do Maranhão cai matando nesse comunista de uma figa.
    povo merece o governo q tem, ficaram doido,um comunista no governo.q Deus tenha misericórdia.

  10. Aí depois vem aquele mi mi mi do governador dizendo que está sendo perseguido e afundando o Maranhão lascando com o povo. Baixa a crista Flavinho e aceita a hierarquia do sistema ou o povo tá fudid…..

  11. O povo tem o governo que merece ….. Tenho certeza que por causa um punhado de irresponsáveis que com certeza são mamadores de bolsa esmola, submete toda uma população ao descaso e a degradação que só os governos comunistas tem o dom de proporcionar. Uma pena um estado como.o Maranhão continuar nas mãos de gente que não tá nem aí para o povo, e sim por causa de birra e dessa ideologia dos internos chamado socialismo. Fato.

  12. Ele vai ficar com criancisse, e prejudicando todo o Maranhão, governador se ele cortar as verbas para o Maranhão, todos vão prejudicados, menos o governador que é cheio da nota. Haja com respeito aos eleitores que votaram em você e no Bolsonaro…. e aprenda a respeitar a democracia, ele foi eleito pelo povo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui