Fluminense enfrenta Atlético Nacional, da Colômbia, nesta quinta-feira pela Sul-Americana

0
154

O Fluminense encara mais uma partida decisiva pela Copa Conmebol Sul-Americana na noite desta quinta-feira (23), diante do Atlético Nacional, da Colômbia, pela partida de ida da segunda fase da competição. O meia Paulo Henrique Ganso projetou o duelo das 21h30 no Maracanã e destacou a importância de fazer um bom resultado em casa, diante da torcida Tricolor.

“A gente luta em todas as competições, espero que a gente possa fazer um bom resultado no Maracanã. Teremos um jogo bem complicado, contra uma equipe que sabe jogar esse tipo de competição, já foi campeão da Libertadores e da Sul-Americana, então, vai ser um jogo duro, mas a gente tem que fazer o nosso papel dentro de casa”, explicou.

Segundo Ganso, o momento é de mudar o foco, pois o Campeonato Brasileiro, segundo ele, é completamente diferente da Sul-Americana. “Agora é jogo de mata-mata, onde a gente não pode tomar gol em casa, porque isso já faz toda a diferença para a partida de volta. Se a gente quer chegar no alto da tabela, tem que manter a sequência de vitórias e é isso que a gente vai buscar”.

“O Autuori é um cara que cuida muito do vestiário, dos atletas, protege muito os jogadores e acho que isso fez a diferença para que ele siga no comando. Acredito que os jogadores do Atlético devem ter conversado com ele para seguir e por isso, nossa atenção tem que ser bem maior paro jogo de amanhã”, avaliou.

Enaltecendo o trabalho do treinador do Flu, disse que “Fernando Diniz cuida de todo mundo do grupo, procura dar atenção a todos os jogadores e comigo não tem sido diferente. A gente conversou sobre a nossa equipe, sobre o nosso elenco mesmo e também, sobre o jogo de amanhã”.

Sobe sua permanência no Fluminense, disse que já  se sente em casa. “O carinho do torcedor tem sido excepcional, mas a gente tem que mostrar sempre dentro de campo, sempre levando o Fluminense a fazer grandes jogos e vencer que, aí sim, o torcedor vai ficar mais contente, assim como a gente”.

Paulo Henrique Ganso analisou ainda o desempenho dos jovens João Pedro e Marcos Paulo. “São meninos que a gente já acompanhava, sorte a minha de poder ter os dois no Fluminense, atuando junto. Eles tem muita qualidade, tem muita coisa ainda pela frente na carreira deles e espero que possamos vencer muito juntos e conquistar coisas boas aqui”.

(Do Fluminense com fotos de Fotos: Lucas Merçon/ FFC)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui