Fluminense fecha 26ª rodada com derrota, de virada para o Athletico Paranaense

0
49

No encerramento da 26ª rodada do Brasileirão, o Athletico-PR foi até o Rio de Janeiro encarar o Fluminense, na noite desta quinta-feira (17), e saiu de campo com mais três pontos após uma vitória de virada por 2 a 1. Com o resultado, o Furacão pulou para a nona posição, com 38 pontos conquistados. Já o Tricolor tem 29 e permanece na 14ª colocação.

Fluminense e Athletico fizeram um primeiro tempo movimentado no Maracanã. Precisando da vitória em casa, o Tricolor foi para cima logo no início do jogo. Aos dois, Nenê arriscou o chute da entrada da área dando trabalho à defesa do Furacão. Já no minuto seguinte, o Flu abriu o placar com Frazan. Após cobrança de escanteio, Yony fez o desvio e o zagueiro aproveitou a sobra para completar para o fundo das redes: 1 a 0.

Aos poucos os visitantes equilibraram as ações, mas foi o Fluminense que voltou a assustar em uma bomba de Gilberto, aos 17. Já na marca dos 35 minutos, Cittadini apareceu para o Athletico após uma saída errada do Tricolor. Na sobra, Cirino bateu por cima do gol. A resposta do Flu veio em finalização de Caio Henrique. Minutos antes do intervalo, o Furacão pressionou no ataque e chegou ao empate já nos acréscimos. Wellington deu belo lançamento para Madson, que invadiu a área e bateu no cantinho.

O jogo perdeu em intensidade na etapa complementar. Buscando retomar a vantagem, Flu ensaiou uma pressão nos primeiros dez minutos criando boas oportunidades com Yony e João Pedro. Mas foram os visitantes que voltaram a marcar. Aos 25, Rony colocou a bola na área e Madson ganhou da marcação para anotar o segundo dele na partida: 2 a 1.

O Fluminense tentou responder com Wellington Nem, aos 30. Após cruzamento de Gilberto, o atacante testou firme rente ao travessão. Quatro minutos depois foi a vez do Athletico assustar de novo. Thonny aproveitou uma falha da defesa tricolor e bateu para o gol, mas Muriel salvou o time da casa. Nos minutos finais, o Flu teve uma última chance. Lucão em seu primeiro toque na bola soltou o pé para a boa defesa de Santos.

(Da CBF com foto de Thiago Ribeiro)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui