Iphan avança para a segunda quadra com as obras de requalificação da Rua Grande

3
175

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) deu início, semana passada, aos serviços de requalificação urbana na segunda quadra da Rua Grande, no trecho entre as ruas Santaninha e Santa Rita. O projeto de revitalização da Rua Grande integra as ações do PAC Cidades Históricas, que também está recuperando, em parceria com a Prefeitura de São Luís, todo o Complexo Deodoro, compreendido pelas praças Deodoro e Pantheon, além das alamedas Silva Maia e Gomes de Castro.

Os serviços na segunda quadra iniciaram com o trabalho de retirada dos paralelepípedos velhos para colocação de novo piso; escavação do solo para implantação de tubulações de água e esgoto e construção dos poços de visitas da instalação elétrica subterrânea.

“A requalificação do maior centro comercial de São Luís é de grande importância para a cidade e trará benefícios em diversos aspectos, como a revitalização do comércio na região, geração de emprego e renda e melhoria da paisagem urbana. A parceria celebrada entre a Prefeitura e o Iphan tem sido fundamental para somar esforços com o município na restauração desses espaços tão importantes para nossa história e nossa gente”, afirmou o prefeito Edivaldo.

Segundo o superintendente do Iphan, Maurício Itapary, os serviços na primeira quadra da Rua Grande – entre as ruas do Passeio e de Santaninha – estão em andamento e serão concluídos gradualmente, visto que toda a infraestrutura subterrânea deste trecho já foi executada, restando apenas serviços de ligações domiciliares das redes subterrâneas, execução do trabalho de pavimentação e intervenções complementares.

O projeto da Rua Grande inclui ainda embutimento total da fiação telefônica e elétrica, drenagem profunda e esgotamento sanitário, drenagem fluvial, novos equipamentos urbanos, novo piso e pontos de acessibilidade, reduzindo barreiras físicas e melhorando o acesso de pedestres. O projeto prevê ainda pavimentação com nivelamento das vias, instalação de novo mobiliário urbano (bancos, lixeiras, etc), nova rede de iluminação pública, além de sinalização viária e turística.

Comerciantes e frequentadores do maior centro comercial popular da capital enaltecem os serviços na área. O vendedor ambulante João Batista Jorge Silva Pereira, 42 anos, destaca as obras no local como de grande importância para o crescimento das vendas no local. “Muitas pessoas deixaram de frequentar a Rua Grande por causo do estado de deterioração em que ela se encontrava. Com a reforma, creio que isso vai mudar e as pessoas vão voltar a frequentar com prazer a Rua Grande”, disse.

A dona de casa Fátima Nascimento, 48 anos, frequenta constantemente a Rua Grande. Ela analisa como positivo o serviço realizado na área. “Além de melhorar a estrutura do maior centro de comércio popular da cidade, a reforma vai dar um outro ânimo às pessoas que frequentam o local para fazer suas compras’, observou ela.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui