Iphan, Vale e Prefeitura assinam convênio para obras no Centro Histórico de São Luís

0
461

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e Vale assinaram nesta segunda-feira (15) um termo de compromisso para execução de quatro obras no Centro Histórico de São Luís em parceria com a Prefeitura Municipal. A ação resultado da mitigação por conta das obras de duplicação da Estrada de Ferro Carajás e contempla obras também na capital paraense, Belém.

Além da construção da Praça das Mercês, no sopé do promontório do Convento das Mercês, no terreno onde antes funcionava a indústria Oleama, serão reformadas as praças João Lisboa e Largo do Carmo e a Rua de Nazaré, no trecho compreendido entre João Lisboa e Benedito Leite.

As obras compreendem intervenções em pisos, paredes, esquadrias, instalações elétricas, hidrossanitárias, pinturas e tratamentos, melhoramento de louças, metais e ventilação, além de equipamentos, sinalização e paisagismo, dentre outras.

Segundo a presidente do Iphan, Kátia Bogéa as obras serão anunciadas em agosto, provavelmente com a presença do presidente Jair Bolsonaro, o que constituirá num presente a São Luís, que comemora aniversário no mês seguinte.

Edivaldo Holanda e Kátia Bogéa assinam mais um convênio para obras no Centro Histórico de São Luís

Ela fez questão de ressaltar a boa parceria mantida com a Prefeitura de São Luís e destacou que uma das maiores qualidades do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) é a ética, o que “conta muito para um gestor público”. Já o prefeito agradeceu os esforços da presidente do Iphan para trazer projetos de melhorias para São Luís, tanto no governo de Michel Temer (MDB) quanto no de Bolsonaro. Edivaldo lembrou ainda as parcerias com Dilma Roussef (PT), antes de Kátia ser presidente do Iphan, mas como superintendente do órgão no Maranhão,

Já no Pará, os investimentos de R$ 4,3 milhões incluem o desenvolvimento de projetos executivos para a restauração e manutenção do edifício sede do Iphan na capital Belém, além da ampliação da edificação anexa à sede.

Iphan no Maranhão – As ações fazem parte da atuação do Iphan no estado do Maranhão, onde foram investidos mais de R$ 51 milhões. Dentre as obras realizadas nos últimos anos, estão a revitalização do Engenho de São Pedro, em Pindaré Mirim; a recuperação da Casa do Tambor de Crioula, em São Luís; e outras nove ações já entregues pelo Iphan no estado.

Na lista de intervenções realizadas, ainda estão a restauração do Teatro Tablado, do Centro Educacional Guaxenduba, do Centro Artístico Operário, do Palácio das Lágrimas e da Junta Comercial do Maranhão, todas na capital, que totalizam outros R$ 9,8 milhões investidos. Em agosto, será entregue a obra de Requalificação Urbanística da Rua Grande, também no Centro Histórico de São Luís.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui