João Alberto está de volta ao Conselho de Ética do Senado

0
412

O Plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (30), os nomes que comporão o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar nos próximos dois anos. O presidente do Senado, Eunício Oliveira, informou que somente o Bloco Democracia Progressista (PP e PSD) ainda não fez suas indicações e solicitou ao bloco que indique os dois representantes a que tem direito para que sejam lidos posteriormente.

O Bloco da Maioria (PDMB) indicou os senadores Airton Sandoval, João Alberto Sousa (foto) e Romero Jucá como titulares do conselho e os senadores Jader Barbalho, Eduardo Braga e Hélio José como suplentes. O PMDB ainda teria direito a mais um nome para ocupar a sua quarta vaga no órgão, mas não houve indicações.

O Bloco Social Democrata (PSDB, DEM e PV) indicou os senadores Davi Alcolumbre, Flexa Ribeiro e Eduardo Amorim como titulares. Os senadores Ataídes Oliveira e Paulo Bauer serão os suplentes do bloco.

O Bloco da Resistência Democrática (PDT, PT) apresentou o nome de José Pimentel e Acir Gurgacz para titulares e das senadoras Regina Souza e Fátima Bezerra para suplentes. Já o Bloco Parlamentar Socialismo e Democracia (PPS, PSB, PCdoB e Rede) terá como representantes os senadores João Capiberibe e Antônio Carlos Valadares. O Bloco Moderador (PTB, PSC, PRB, PR e PTC) indicou os senadores Wellington Fagundes e Pedro Chaves para titulares e o senador Telmário Mota para suplente.

O Conselho de Ética tem como funções zelar pelo cumprimento do Código de Ética e Decoro Parlamentar e do Regimento Interno do Senado e atuar para preservar a dignidade do mandato parlamentar dos senadores. Após a aprovação dos nomes em Plenário, realizada nesta terça-feira, será marcada a primeira reunião para instalação do conselho e a eleição do presidente e vice-presidente. A reunião será presidida pelo membro mais idoso. 

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui