Contra machismo e preconceito, jornalistas lançam campanha “Deixa Ela Trabalhar”

0
288

Domingo (25), emissoras de rádio e televisão de todo o país aderiram à campanha Deixa ela trabalhar, lançada por jornalistas que são vítimas de assédios de torcedores afoitos nos estádios de futebol. Um dia depois do lançamento da campanha, a repórter Ana Thereza (foto acima), da TV Guará, foi a primeira vítima no Maranhão, não nos estádios, mas na sede da Federação Maranhense de Futebol (FMF), onde ela foi proibida de entrar para acompanhar uma entrevista coletiva que seria concedida pelo diretor de Futebol, Hans Nina. No primeiro vídeo, o momento em que Ana Thereza era barrada na sede da FMF e no segundo, a campanha das mulheres jornalistas contra o preconceito e o machismo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui