Mais de 1,2 milhão de veículos foram financiados no primeiro trimestre

0
485

O volume de financiamentos de veículos encerrou o primeiro trimestre do ano com 1.208.969 unidades, entre autos leves, motos e pesados. O resultado mostra um aumento de 7,2% em relação ao mesmo período de 2016. Os dados consideram unidades novas e usadas.

O levantamento é da B3, empresa resultante da combinação de atividades da BM&FBovespa, uma das maiores bolsas do mundo em valor de mercado, e a Cetip, maior depositária de títulos privados da América Latina. A B3 opera o Sistema Nacional de Gravames (SNG), base integrada de informações que reúne o cadastro das restrições financeiras de veículos dados como garantia em operações de crédito em todo o Brasil. O SNG impede que o processo de financiamento de veículos seja suscetível a fraudes sistêmicas.

Enquanto os financiamentos de veículos novos registram queda de 7,2% no primeiro trimestre do ano, em relação ao mesmo período de 2016, os usados mantêm o movimento de avanço, acumulando alta de 16,5%, na mesma base de comparação, com 799.257 unidades negociadas no período.

“O avanço de 9,8% nas vendas financiadas dos autos leves foi impulsionado pela alta nos financiamentos das unidades usadas, que cresceram 16,2% no primeiro trimestre do ano”, disse Marcus Lavorato, gerente de Relações Institucionais da B3.

Entre os automóveis leves, foram financiadas 245.826 unidades novas nos três primeiros meses do ano, queda de 5,6% na comparação com o mesmo período do ano passado. Já as vendas a prazo de carros usados totalizaram 734.622 unidades, aumento de 16,2% na mesma base de comparação.

 

No primeiro trimestre, os autos leves com nove a 12 anos de uso avançaram 45,5%, na comparação com o mesmo período de 2016, com 122.043 carros negociados. Os carros com quatro a oito anos de uso também apresentaram alta de 17,8% e somaram 420.157 unidades vendidas a prazo. Já os autos leves novos e com até três anos de uso mostraram queda de 5,6% e 5,8%, respectivamente, no primeiro trimestre do ano.

Considerando as modalidades de financiamento, o CDC continua sendo a mais utilizada pelos consumidores, com 1.000.990 unidades negociadas no primeiro trimestre do ano, avanço de 10,8% na comparação com o mesmo período de 2016.

O prazo médio de financiamento de autos leves de quatro a oito anos de uso aumentou de 42,5 para 43,3 meses no primeiro trimestre, em relação ao mesmo período de 2016. Já o prazo para carros com mais de 12 anos recuou de 36,7 para 35,8 meses, na mesma base de comparação.

Sobre a B3 – A B3 é uma empresa de infraestrutura de mercado financeiro de classe mundial e uma das maiores em valor de mercado, entre as líderes globais do setor de bolsas. Resultado da combinação de atividades entre a BM&FBOVESPA e a Cetip, cria e administra – em ambiente de bolsa e de balcão – sistemas de negociação, compensação, liquidação e registro para todas as principais classes de ativos, desde ações e títulos de renda fixa privada até derivativos de moedas, taxas de juro e de commodities e operações estruturadas.

A B3 também oferece serviços de central depositária e de sistemas de controle de risco até o beneficiário final e atua como contraparte central para as operações realizadas em seus mercados. É a companhia líder na prestação de serviços de entrega eletrônica das informações necessárias para o registro de contratos e anotações dos gravames pelos órgãos de trânsito.

Com sede em São Paulo e escritórios em Nova York, Londres e Xangai, a B3 reúne uma longa tradição de inovação em produtos e tecnologias, além de desempenhar funções importantes nos mercados financeiros e de capitais da região pela promoção de melhores práticas em governança corporativa, gestão de riscos e sustentabilidade. Atuando por meio de sua rede qualificada de intermediários, administra ambientes seguros e resilientes, aumentando a segurança, a solidez e a eficiência do mercado brasileiro e contribuindo para a formação de capital de longo prazo e para o crescimento econômico na região.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação