Maranhão volta a registrar saldo negativo na geração de empregos, segundo dados do Caged

0
504

AQUILES EMIR

O Maranhão voltou a registrar, em abril, saldo negativo na geração de empregos, segundo números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta terça-feira (16) pelo Ministério do Trabalho e Previdência (MTE), que aponta um saldo negativo de 1.159.  Desta vez, pelo menos, houve uma diminuição em relação a março, quando o estoque de postos de trabalho desativados foi de 2.801.

De acordo com os números do Caged, mês passado foram registradas 8.909 contratações, enquanto as demissões somaram 10.068. Com relação ao acumulado do ano, os números indicam que houve 42.933 admissões contra 50.176 demissões, gerando um saldo negativo de 7.243, cerca de 1,4 mil a mais do que havia sido registrado nos três primeiros meses.

No que se refere aos últimos 12 meses, a estatística mostra que o estoque de desempregados chegou a 12.223, resultado de 146.317 contratações e 158.540 demissões.

Emprego no setor rural voltou a apresentar saldo negativo

De janeiro a março, o estoque negativo era de 6.645, pois nesse período as contratações haviam somado 32.744 e as demissões 39.389. No acumulado de fevereiro de 2016 a março deste ano o saldo negativo tinha chegado a 13.862, resultado de 148.022 contratações contra 161.884 demissões.

A grande novidade é que a construção civil, que mais gerava desemprego apresentou resultado positivo, mas o comércio fechou mais de 800 postos de trabalho. Veja os números:

  • Extrativa Mineral (-22)
  • Indústria de Transformação (-192)
  • Serviços Industriais de Utilidade Pública – SIUP (-4)
  • Construção Civil (309)
  • Comércio (-886)
  • Serviços (3)
  • Administração Pública (-4)
  • Agropecuária (-363)
  • Total (-1.159)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui