Moto vence Sampaio e lidera Campeonato Maranhense com 100% de aproveitamento

0
325

Em jogo antecedido por muitas polêmicas extra campo, o super clássico do futebol maranhense, neste sábado (09), premiou o Moto Club, que levou a melhor diante do Sampaio Corrêa. Antes do jogo, o Sampaio foi acusada de ter utilizado uma peça de cunho de homofobia em suas redes sociais.

A resposta veio dentro de campo, com o Sampaio melhor, dos momentos iniciais até a metade do primeiro tempo, a partir de quando a partida caiu em qualidade e o primeiro tempo terminou empatado sem gols.

No segundo tempo, o panorama mudou, com o Sampaio finalizando pouco e o Moto chegando através de bolas paradas, sobretudo escanteios.

Aos 32 minutos, numa cobrança de escanteio, após rebote de Rodrigo Santos em cabeçada de Dalmo, Gleicinho colocou a bola no fundo das redes.

O resultado ampliou a vantagem do rubro-negro na liderança, chegando aos 12 pontos em quatro jogos, mantendo os 100% de aproveitamento no campeonato. O Tubarão, por sua vez, conhece a sua primeira derrota e estaciona na segunda posição com sete, empatado com o Pinheiro em pontos, mas a frente no saldo.

Polêmica – A disputa entre os times já começou quente antes mesmo da bola rolar. Em São Luís e em outras capitais do Nordeste, uma discussão acalorada tomou conta da semana após um post polêmico feito nas redes sociais do Tubarão.

Utilizando o Instagram oficial, os responsáveis pela comunicação da Bolívia Querida trocaram o escudo do Rubro-Negro por uma versão em tons de rosa, além de se referirem ao rival no feminino durante a postagem.

Até mesmo parte da torcida do time não achou a brincadeira sadia acusou o perfil oficial de utilizar a configuração feminina como tentativa de diminuir a equipe, configurando machismo e até mesmo homofobia para alguns. Além disso, antes do jogo, houve confronto entre torcedores dos dois times.

(Com foto de Lucas Almeida/L17)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui