Nas cobranças de pênaltis, Cruzeiro elimina Fluminense e Atlhetico derrota Fortaleza

0
152

Na noite desta quarta-feira (05), o Athletico do  Paranásuperou o Fortaleza por 1 a 0 na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), com gol de Marco Ruben, e em Belo Horizonte (MG), Fluminense e Cruzeiro empataram em 2 a 2 no tempo regulamentar: Thiago Neves fez os gols da Raposa, enquanto Ganso e João Pedro marcaram para o Flu, mas nos pênaltis deu Cruzeiro: 3 a 1.

O duelo no Mineirão não poderia ter começado mais animado. Após pressão inicial da Raposa, nos primeiros dez minutos, foi o Tricolor quem abriu o placar. Acompanhe o lance: com auxílio do árbitro de vídeo, Rafael Traci marcou pênalti de Dedé em Brenner, aos nove minutos. Ganso cobrou no canto direito, mas parou em defesa de Fábio. No rebote, Luciano empurrou de cabeça para o fundo das redes. Porém, o VAR entrou novamente em ação, e assinalou invasão antes da cobrança.

Aos 14 minutos, Ganso repetiu o canto da primeira batida – Fábio caiu para o outro lado – e abriu o placar para o Tricolor. Com a vantagem, o Flu se postou um pouco mais na defesa. O time celeste, por outro lado, não conseguiu furar a zaga carioca na etapa inicial.

O Cruzeiro voltou para o segundo tempo com a marcação mais avançada, tirando o Fluminense da zona de conforto. Em poucos minutos, a Raposa criou situações de perigo e chegou ao empate, aos 13 minutos, com Thiago Neves, livre no meio da área para estufar as redes. E os mineiros tiveram uma oportunidade de ouro para virar. Mas, aos 20 minutos, depois do árbitro assinalar pênalti de Gilberto em Pedro Rocha, o goleiro Agenor defendeu a cobrança de Sassá. Mas foi em outra penalidade que a Raposa virou.

Na marca dos 35 minutos, o VAR entrou novamente em ação, e auxiliou no pênalti em Romero. Thiago Neves bateu no meio do gol e não desperdiçou: 2 a 1. Já nos acréscimos, aos 47 minutos, Fábio salvou o Cruzeiro ao defender cabeceio de Mascarenhas, que tinha endereço certo.  Mas o Tricolor tem o jovem João Pedro, que aos 51 minutos fez um golaço de bicicleta, levando a decisão para os pênaltis.

Nas cobranças, Pedro Rocha, Sassá e Thiago Neves fizeram os gols do Cruzeiro, que contou com Fábio para pegar a cobrança do garoto João Pedro. Pelo lado tricolor, Caio Henrique converteu: 3 a 1 nas penalidades e classificação cruzeirense às quartas de final.

Athletico-PR vence o Fortaleza e confirma presença nas quartas de final da Copa do Brasil
Athletico vence o Fortaleza e confirma presença nas quartas de final da Copa do Brasil (Créditos: Divulgação/Athletico-PR)

Furacão –  Bem postado, o Fortaleza se postou bem na defesa. Com 53% de bola, o Athletico-PR chutou seis vezes ao gol de Felipe Alves, enquanto o adversário teve quatro chegadas ao gol, mas os primeiros 45 minutos foram sem gols.

O segundo tempo foi praticamente um repeteco da primeira etapa. O Athletico-PR seguiu buscando a todo custo o gol, enquanto o Fortaleza tentava se segurar, porém o rubro negro achou um jeito de furar a retranca do adversário. Na marca dos 42 minutos, Marco Ruben acertou um lindo cabeceio e fez o gol da classificação para as quartas de final.

Athletico e Cruzeiro conhecerão seu adversário na próxima segunda-feira (10), quando será realizado o sorteio das quartas de final da Copa do Brasil.

(Com informações da CBF e foto principal de Marcelo Alvarenga/AGIF)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui