NTU lança Desafio do Coletivo em busca de melhorias para transporte público

0
102

A Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU) lançou mais uma etapa do Coletivo – Programa de Inovação em Mobilidade Urbana – na busca pela inovação, renovação e reinvenção do serviço no país. Lançado em maio deste ano, o programa inaugura sua fase executiva com o Desafio do Coletivo, competição para soluções criativas que ajudem a melhorar a qualidade do serviço de transporte público coletivo no Brasil e, consequentemente, melhorar a vida de passageiros e combater o caos do trânsito nas cidades.

Startups, empresas inovadoras e empreendedores dedicados a desenvolver soluções criativas para a área de mobilidade com foco em transporte coletivo urbano podem se inscrever no Desafio do Coletivo, apresentando projeto ou ideia para solucionar os vários problemas que afetam hoje o transporte público. As contribuições podem se concentrar em várias áreas do serviço, de novos modelos de negócio a tecnologias voltadas para sistemas de informação aos usuários, meios de pagamento, bilhetagem eletrônica, telemetria ou monitoramento de frota, entre outras, ou mesmo inovações disruptivas capazes de moldar o transporte público do futuro.

De acordo com a NTU, o objetivo do Programa é reunir soluções que atendam à sociedade. “É a primeira vez que o setor assume um desafio desse porte, com o objetivo de atender ao apelo social por um transporte coletivo de qualidade para a melhoria da vida das pessoas nas cidades”, esclarece o presidente executivo da NTU, Otávio Cunha.

Para participar do Desafio do Coletivo, os interessados devem consultar o edital e conhecer as regras do processo seletivo, disponíveis no site do Programa (www.coletivo.org.br). Ao todo, seis projetos serão escolhidos na etapa de pré-seleção e irão competir na grande final do Desafio, que acontece no dia 21 de agosto, em Brasília, durante o Seminário Nacional NTU.

As etapas seguintes do Programa Coletivo já estão organizadas em um cronograma que prevê a criação e estruturação de hubs de inovação (espaços físicos e virtuais para o desenvolvimento de projetos e iniciativas inovadoras), a realização de atividades de capacitação e mentoria, além de eventos como o Hackinnovation COLETIVO, maratona de desenvolvimento de soluções criativas em mobilidade, previsto para outubro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui