“Brasil precisa de homens como Flávio Dino”, diz presidente da CNI

0
787

AQUILES EMIR

Ao discursar nesta quinta-feira (10), na solenidade em que recebeu a Medalha do Mérito Timbira, o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, disse que “o Brasil precisa de homens como Flávio Dino na vida pública”. A menção, segundo ele, é um reconhecimento ao trabalho que o governador vem realizando no Maranhão, pois, mesmo enfrentando uma crise que afeta todos os estados, não diminuiu o ritmo dos investimentos que estão refletindo na economia local.

Na mesma solenidade, realizada no Blue Tree Towers São Luís, no bairro do Calhau, o empresário Parmênio de Carvalho, presidente do Grupo Canopus, recebeu da CNI a Medalha do Mérito Industrial, em reconhecimento às contribuições ao desenvolvimento social e econômico do Maranhão, por meio de suas empresas de construção civil, shopping center, revenda de combustíveis, administração imobiliária e outras.

Segundo Robson de Andrade, é uma grande honra ser distinguido por um governador de estado e disse que esta distinção faz com que continue trabalhando mais pelo Maranhão em parceria com a a Federação das Indústrias (Fiema) e seus órgãos vinculados – Sesi, Senais e IEL – que compõem o Sistema CNI. Em seu discurso, ele reconheceu a gestão de Flávio Dino como uma das mais eficientes do país, que vem alcançando resultados positivos, impulsionando o crescimento e o desenvolvimento do Maranhão.

O governador Flávio Dino com o homenageado Robson de Andrade

“O Brasil precisa de mais homens como Flávio Dino na vida pública, porque a gente tem visto uma administração séria, competente, correta, voltada para o desenvolvimento social, para as pessoas. O Maranhão tem dado uma demonstração ao Brasil de que, mesmo enfrentando quatro anos de uma crise econômica sem precedentes, com firmeza é possível fazer do setor público um aliado permanente do setor privado para o crescimento da indústria, da agricultura, dos serviços, mas principalmente para benefício do cidadão”, acrescentou Andrade, que pela manhã recebeu na Assembleia Legislativa o título de Cidadão Maranhense.

Distinção – Para o governador, a honraria fortalece mais ainda a aliança entre poder público e iniciativa privada. “Robson Andrade representa a liderança máxima do empresariado, na indústria do nosso país. É um homem de coragem, que tem capacidade de diálogo, da boa concertação que o nosso Brasil tanto precisa. Setor público e setor privado são inconfundíveis, cada um com seu papel próprio e insubstituível, porém não são excludentes jamais”, sustentou.

Flávio Dino lembrou que em 2017, o Maranhão foi o estado brasileiro que apresentou o maior crescimento proporcional do Produto Interno Bruto (PIB), segundo levantamento do Itaú Unibanco, e foi ainda o segundo que mais investiu em serviços públicos, dedicando 11% da sua receita à ampliação dos serviços, como mostrou levantamento do portal G1.

“Quero me congratular com todo o empresariado do nosso estado, pelo excelente resultado econômico de 2017. Tenho certeza que o Maranhão terá em 2018 idêntico resultado, e por isso contamos com a força do empresariado do nosso estado”, conclamou o governador.

Robson Andrade recebeu também o Grande Colar da Fiema, maior outorga da Federação das Indústrias, dado a personalidades e instituições que tenham se tornado dignas do reconhecimento ou da administração da indústria maranhense.

(Com dados e imagens da Secap)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui