Obras de prolongamento e urbanização da Litorânea ficam prontas em dois anos

0
630
Obra de ampliação da Litorânea está dividida em três trechos, sendo o primeiro com finalização prevista para seis meses (Foto: Karlos Geromy)

Em 24 meses, ou seja, em novembro de 2020, as obras de prolongamento da Avenida Litorânea até a Avenida São Carlos, no bairro Olho d’Água, que mede 1.800 metros, além da reurbanização das estruturas, com padronização dos bares, restaurantes e passeios (ciclovia, estacionamento e calçadas) devem estar concluídas. O projeto foi apresentado na reunião do Conselho Temático de Infraestrutura da Federação das Indústrias (Fiema), quinta-feira (25), pelo presidente da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), Lawrence Melo.

A obra inclui, ainda, a preparação de toda infraestrutura – na Litorânea e também na Avenida dos Holandeses – para posterior implantação do BRT (Bus Rapid Transit – Transporte Rápido por Ônibus), que representará um novo modelo de transporte público em São Luís.

No encontro, o presidente do Conselho Temático, José Ribamar Belo, disse que o empresariado precisa conhecer melhor esse empreendimento.  Segundo ele, tudo é que para desenvolver a cidade “é importante para a iniciativa privada”.

Lawrence de Melo explica obra de prolongamento da Litorânea a empresários na Fiema

O investimento é de aproximadamente R$ 140 milhões, em duas etapas, chamadas de Lote 1 e Lote 2. A primeira consiste no prolongamento propriamente dito, e já foi iniciado, e a segunda na urbanização. De acordo com o MOB, na etapa em que a obra se encontra ocorreram as primeiras demolições, aproximadamente 35 edificações que se encontravam no curso do prolongamento foram demolidas e está sendo realizado o nivelamento dessa área,terraplenagem e contenção do trecho para proteger as construções do impacto das marés.

Transporte BRT – Sobre o BRT, que será instalado depois da obra pronta, a proposta é criar um novo corredor de tráfego como alternativa para quem se desloca das cidades da Raposa, São José de Ribamar e Paço do Lumiar a São Luís. “Isso vai melhorar de forma prática a vida das pessoas que moram nesses municípios e nesse trecho da Ilha de São Luís, fazendo com que a população perca menos tempo em engarrafamentos”.

Estão previstos na obra de implantação do BRT a construção de terminais da integração, um no retorno da Polícia Militar, no Calhau, e outro próximo ao condomínio Alphaville, na Raposa. “A obra terá impacto tanto na mobilidade urbana como na economia, assim como no turismo, tendo em vista que a área será urbanizada”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui