ONU Mulheres, Fundação Womanity e Instituto C&A lançam Plataforma UNA

0
41

A ONU Mulheres e a Womanity Foundation apresentam, neste sábado (15), a Plataforma UNA, mapa on-line estratégico, interativo e vivo lançado em parceria com o Instituto C&A. O evento – organizado por WomenWhoCode, organização internacional sem fins lucrativos que fornece serviços para mulheres que buscam carreiras de tecnologia e um quadro de empregos para empresas que buscam profissionais de codificação, e RedHat, empresa que disponibiliza soluções baseadas no sistema operativo ou sistema operacional GNU/Linux, além de soluções de software – contará com a presença de empresas e organizações apoiadoras, que debaterão sobre a importância de incentivar a promoção da equidade de gênero na tecnologia.

A Plataforma UNA mapeia o ecossistema brasileiro de iniciativas e organizações que atuam em contribuição da igualdade de gênero e empoderamento das mulheres no Brasil. Atualmente, a plataforma já conta com mais de 417 iniciativas cadastradas e está disponível para receber novas inscrições no site (http://www.u1na.org). Lá, é possível identificar as interconexões e os tipos de relações estabelecidas de acordo com as informações declaradas pelas próprias organizações, permitindo a construção de análises e a potencialização de ações temáticas direcionadas.

Resultado de imagem para ONU Mulheres.C&A

O ecossistema contempla uma diversidade de áreas de atuação, que foram agrupadas em 17 grandes temas na plataforma. São eles: Arte e Cultura, Ciência e Tecnologia, Democracia e Participação Política, Educação e Formação, Empoderamento Econômico, Enfrentamento à Violência, Equidade e Condições de Trabalho, Esportes, Direitos dos povos indígenas, População LGBT, Masculinidades, Meio Ambiente, Segurança Alimentar e Agricultura, Mídia e Comunicação, Direito à Moradia, Igualdade Racial, Paz e Segurança Pública e Saúde e Bem-Estar.

“O projeto conversa diretamente com o trabalho em que acreditamos e desenvolvemos no Instituto C&A. Além disso, estamos pensando especialmente nas mulheres que trabalham na indústria da moda, já que, de acordo com a Abit, elas representam 75% do setor no país, focando sempre nas áreas que acreditamos ter o maior impacto positivo para as pessoas: incentivo ao algodão sustentável, melhores condições de trabalho, combate ao trabalho forçado e ao trabalho infantil, moda circular e fortalecimento de Comunidades”, contextualiza Giuliana Ortega, Diretora Executiva do Instituto C&A.

A Plataforma UNA foi tecnologicamente desenvolvida pelo Coletivo WomenWho Code e UFRPE; com implementação do levantamento por IBEAC e ponteAponte; apoio probono do Demarest Advogados e J. Walter Thompson Brasil. O projeto tem parceria de disseminação com Abong, Actionaid, CESE, E&Y, Fundo Brasil de Direitos Humanos, Geledés, Instituto Ethos, Instituto Mídia Étnica, Instituto Patrícia Galvão, Movimento Mulher 360, Mulheres do Brasil, Plan Brasil, Rede de Mulheres Líderes para Sustentabilidade e Rede Mulher Empreendedora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui