Palmeiras perde vice-liderança e empurra Cruzeiro para a segunda divisão do Brasileiro

0
186

O Cruzeiro conheceu neste domingo (8) o primeiro rebaixamento da sua história no Brasileirão. Em duelo disputado no Mineirão, pela última rodada, o Palmeiras venceu a Raposa por 2 a 0, com gols de Zé Rafael e Dudu, decretando a queda da Raposa, que disputará a Série B do Brasileiro ano que vem.

Com o resultado, o Palmeiras termina o Brasileirão na terceira colocação, com 74 pontos. O Cruzeiro ficou em 17º, com 36 somados.

Primeiro tempo sem bola na rede em Belo Horizonte. Tranquilo em campo, o Palmeiras foi mais organizado e teve mais facilidade para jogar. Enquanto o Cruzeiro, precisando vencer a todo custo, atuou mais na base do abafa, mas com muita dificuldade de realizar ligações ao ataque. O placar da etapa inicial poderia ter sido diferente, mas quando Pedro Rocha ia de encontro à bola, dentro da área, Weverton travou o camisa 32 e evitou o gol da Raposa aos 43 minutos.

Mas o Verdão não teve piedade do Cruzeiro e, logo aos 11 minutos, abriu o placar no Mineirão: Dudu recebeu em velocidade, tocou de calcanhar para Raphael Veiga, que cruzou para trás. Zé Rafael finalizou de primeira e estufou as redes. Depois, aos 37, Dudu recebeu cruzamento que veio da linha de fundo e decretou o 2 a 0 para os paulistas. No fim, uma confusão generalizada tomou conta das arquibancadas do estádio. Com isso, o árbitro Marcelo de Lima Henrique encerrou a partida aos 41 minutos do segundo tempo.

Botafogo e Ceará duelaram no Nilton Santos, pela 38ª rodada do Brasileirão
Ceará empatou com Botafogo e garantiu permanência na Séria (Fernando Moreno/BFFG)

Ceará – O Ceará segue na Série A em 2020! No Rio de Janeiro, pela 38ª e última rodada do Brasileirão, viu o Botafogo abrir o placar, mas buscou o empate no segundo tempo e carimbou a permanência na primeira divisão. Com o resultado deste domingo (8), a equipe cearense encerra a Série A na 16ª posição, com 39 pontos. Já o Glorioso termina no 15º lugar, com 43.

Dependendo apenas de si para permanecer na Série A, o Ceará tentou uma pressão nos primeiros minutos e até teve boa chance de abrir o placar com Luiz Otávio. Aos poucos o Glorioso colocou ordem na casa e equilibrou as ações no Nilton Santos. João Paulo, aos 20, levou perigo em bela cobrança de falta da intermediária.

Já na marca dos 38, Luis Henrique encontrou Marcos Vinícius dentro da área, o camisa 33 não desperdiçou a oportunidade e colocou o Botafogo em vantagem: 1 a 0. Nos últimos minutos da primeira etapa, Thiago Galhardo aproveitou cruzamento, testou firme, mas viu Diego Cavalieri fazer uma grande defesa para salvar o Alvinegro carioca.

O Ceará voltou do intervalo disposto a buscar o gol de empate para carimbar a permanência. Ricardinho de falta quase marcou. Mas o gol salvador veio, aos 20 minutos. Thiago Galhardo cobrou pênalti com segurança deixando tudo igual no Rio de Janeiro. Depois da igualdade, o ritmo do jogo diminuiu e as equipes pouco criaram no ataque. Ao apito final, comemoração do Vozão que se garantiu na Série A de 2020.

(Da CBF com foto principal de Fernando Moreno/AGIF)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui