Para Adriano, Flávio Dino contrai dívidas para Roseana pagar quando voltar ao governo

1
1302
Ao discursar nesta quarta-feira (18) contra operações de crédito solicitadas pelo governador Flávio Dino (PCdoB), o deputado Adriano Sarney (PV) disse que “estão querendo deixar essa dívida para a próxima governadora”, numa referência à sua tia, a ex-governadora Roseana Sarney, provável candidata ao Palácio dos Leões em 2018.
Adriano defendeu voto contrário ao Projeto de Lei Nº 213/2017 que vai permitir ao Estado renegociar as operações de crédito firmadas com recursos do empréstimo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), projeto que também está sendo chamado pela oposição de “Programa Mais Juros”, aprovada pela Assembleia Legislativa.
Segundo Adriano, a proposta do governo comunista, “que chega ao fim do mandato em 2018”, é alongar o pagamento dos juros (carência) da dívida para 48 meses, além de aumentar o prazo das parcelas (amortização) para 72 meses, ou seja, o governo atual vai pagar mais juros e deixar o grosso da dívida para quem o suceder no Palácio dos Leões.
“A governadora Roseana Sarney deixou para o governo comunista R$ 2,5 bilhões firmados com o BNDES, esse recurso que Flávio Dino está torrando com asfalto de péssima qualidade pelo Estado, tentando a sua reeleição. E agora, em vez de pagar, ele quer deixar para a próxima governadora a dívida de hoje. Isto é um absurdo. Nós já tivemos o “Mais Assalto”, o “Mais Impostos” e agora o “Mais Juros””, resumiu o parlamentar.

1 COMENTÁRIO

  1. Estamos assistindo um dos maiores descalabros já vistos em nosso Estado. Como se já não bastasse o inferno que todos os empresários passam atualmente, nos deparamos com mais esta falta de responsabilidade com o dinheiro do povo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui