Pela primeira vez, Sebrae Maranhão elege um representante da agropecuária seu presidente

0
1308

AQUILES EMIR

Eleito nesta sexta-feira (23) presidente do Conselho Deliberativo do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Maranhão (Sebrae-MA), o empresário Raimundo Coelho, que preside também a Federação da Agricultura do Maranhão (Faema), disse que será natural uma atenção especial aos micro e pequenos empreendedores do setor primário, a partir de 2019, mas frisou que o órgão manterá sua política de atender a todo o segmento das MPEs, seja urbano ou rural. Coelho é o primeiro representante do setor agropecuário a presidir a instituição e para ele isto é um motivo de orgulho a mais para os agropecuaristas, que são os que mais contribuem com o desenvolvimento do estado.

A eleição do Sebrae-MA contou com as inscrições de dois pretendentes à presidência do Condel, pois, além de Raimundo Coelho, foi inscrito Celso Gonçalo, que representa o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) no colegiado, porém este, em nome da unidade do empresariado no órgão, retirou sua candidatura em favor do concorrente e foi eleito seu vice-presidente.

Além do presidente e vice do Conselho Deliberativo, foram eleitos também os novos integrantes da diretoria. O atual superintendente da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), Albertino Leal, vai ocupar o cargo de diretor superintendente; Mauro Bordalho será o diretor técnico; e a diretoria financeira continuará com Rachel Jordão.

Edilson Baldez (C) com o sucessor, Raimundo Coelho, e o vice Celso Gonçalo

O empresário Edilson Baldez, atual presidente do órgão, disse que foi uma eleição tranquila, apesar de alguns burburinhos (numa referência à possível candidatura do secretário estadual de Indústria e Comércio, Simplício Araújo), e mostrou que o empresariado maranhense se mantém unido e disposto a continuar dialogando com o Governo do Estado, que, por diversas vezes, pelas palavras do governador Flávio Dino (PCdoB), tem enfatizado a importância de se manter a separação entre iniciativa privada e poder público, para que assim ambos possam dar sua parcela de contribuição para o crescimento maranhense.

Ações – Raimundo Coelho disse que sob sua presidência, o Sebrae-MA vai manter a mesma política de fortalecimento das micro e pequenas empresas e anunciou que pretende abrir diálogos com gestores públicos, das esferas federal, estadual e municipais para que os empresários de pequeno porte continuem tendo atenção especial, principalmente no que se refere a compras governamentais.

Coelho frisou ainda que encontra um órgão bem estruturado, com um corpo técnico da mais alta qualidade e motivado a continuar primando pela sua política em prol das MPEs. Com observou, será natural que crie algumas inovações nessa política. A capacitação empresarial continuará sendo a prioridade das prioridades.

Sobre o apoio ao setor primário, lembrou que são muitos os segmentos que merecem atenção do Sebrae: criadores, agricultores, extrativistas vegetais, pescadores, agroindustriais etc. A estes, certamente, procurará abrir mais ainda as portas da instituição, sem esquecer dos demais empresários do comércio, da indústria, da prestação de serviços etc, “pois, afinal de contas, o Sebrae é a casa de todos os empresários”.

A posse do novo presidente e dos diretores será no mês de janeiro de 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui